Teresina - PI

Wellington diz que 'Piauí Fomento' deve conceder R$ 30 milhões em crédito

A agência apoia cerca de 350 empreendedores de diversos setores e a previsão é chegar a R$ 30 milhões em crédito para as empresas piauienses ainda este ano.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O govenador Wellington Dias (PT-PI), por meio da Agência de Fomento e Desenvolvimento do Estado – Piauí Fomento, anunciou apoio aos microempreendedores e empreendedores piauienses para superar os efeitos econômicos da pandemia da covid-19. A agência apoia cerca de 350 empreendedores de diversos setores e a previsão é chegar a R$ 30 milhões em crédito para as empresas piauienses ainda este ano.

“O estado do Piauí acredita no pequeno empreendedor, afinal, um médio e grande empresário um dia já foi um pequeno que teve oportunidade de crescer. Vamos apoiar muito mais, não só na capital, mas em outros municípios do Piauí, em diversas áreas: turismo, hotelaria, agricultura, enfim, para que possamos tirar proveito de uma coisa boa e o piauiense tem a capacidade extraordinária de empreender e nós acreditamos nesses homens e nessas mulheres que trarão bons resultados para o Piauí”, afirmou o governador ao GP1.

  • Foto: Divulgação/AscomWellington Dias em solenidade na sede do Piauí FomentoWellington Dias em solenidade na sede do Piauí Fomento

O diretor-presidente da Piauí Fomento, Luiz Carlos Éverton, disse que até esse momento foram investidos R$ 13 milhões. “Nesta pandemia, já atendemos 350 empresas, um total de R$ 13 milhões e tem previsto aplicarmos, ainda esse ano, R$ 30 milhões. Então, nosso foco são as pequenas empresas e essas empresas têm dificuldade de acesso ao crédito, pensando nisso, a Piauí Fomento adotou um modelo ágil e rápido, isso permite que a gente possa chegar a essas pessoas que precisam”, declarou o diretor-presidente da Piauí Fomento, Luiz Carlos Éverton.

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-PI) é parceiro da Agência de Fomento do Estado no apoio aos empreendedores. Mário Lacerda, superintendente do Sebrae, elogiou a ação do governo no apoio ao pequeno empreendedor.

“É com muita alegria que vejo um trabalho forte do Governo do Estado pensando no micro e no pequeno empreendedor, que são os que, efetivamente, têm dado a dinâmica do emprego em nosso estado e o que a Piauí Fomento tem feito é atender uma demanda muito forte em decorrência da pandemia, porque chegar com crédito nesse momento em que o empreendedor não está faturando é essencial. O Sebrae é parceiro, que aporta 80% da garantia do pequeno empreendedor para que ele tome o recurso da Piauí Fomento e está dando muito certo”, falou Mário Lacerda.

Mais conteúdo sobre: