GP1

Teresina - Piauí

Dr. Pessoa diz que gratuidade para estudantes deve iniciar ainda este mês

"Quem estuda na rede pública, quem for mais pobre, vai ter 100% da gratuidade", disse o prefeito ao GP1.

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), concedeu entrevista ao GP1 na tarde desta quinta-feira (09), afirmando que pretende implantar a ainda este mês a gratuidade da passagem de ônibus para estudantes da rede pública municipal.

O gestor explicou que, em relação aos alunos do ensino médio, ficará a cargo do Governo do Estado o subsídio das passagens. Dr. Pessoa enfatizou que a medida da Prefeitura de Teresina deve entrar em vigor até o final deste mês.

Foto: Marcelo Cardoso/GP1Dr. Pessoa
Dr. Pessoa

“Os estudantes do ensino fundamental, será 100% para quem estuda na rede pública e quem estuda na rede particular será 50%. Me parece que o Governo do Estado no ensino médio vai garantir 50%, não sei se vai ser 100%, mas estou garantindo que quem estuda na rede pública, quem for mais pobre, vai ter 100% da gratuidade. Isso tudo é para acontecer ainda neste mês e permanente”, ressaltou.

Valor da passagem

Questionado sobre a possibilidade de uma diminuição no valor da tarifa, Dr. Pessoa informou que o município estuda a viabilidade de pelo menos garantir que o preço não aumente. “Pode até diminuir a passagem geral dos usuários, estamos estudando que seja um valor sem aumento ou menor, provavelmente será menor”, frisou.

Proposta da prefeitura

Na manhã desta quinta (09) o prefeito apresentou uma proposta para os empresários do transporte público. Caso a proposição seja aceita, o gestor acredita que a partir de segunda-feira (13) os ônibus voltem a circular normalmente na cidade.

Confira os pontos da proposta:

- Gratuidade para o transporte de estudantes de escolas públicas municipais, entre outras tarifas sociais;

- Ônibus com wi-fi e ar condicionado;

- Efetivo funcionamento do sistema de integração;

- Revisão no valor das tarifas;

-Obediência à vida média dos veículos e de sua utilização (ônibus e bom estado);

- Controle da bilhetagem eletrônica por parte da prefeitura;

- Retorno da circulação da frota prevista na ordem de serviço da Strans;

- 48 horas a partir da notificação para se manifestar sobre esses pontos.

*Com informações da repórter Larissa Paz

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.