GP1

Piauí

Ministério Público abre inquérito contra o Água de Chocalho

A portaria de abertura do inquérito foi assinada pelo procurador do trabalho Edno Carvalho Moura, nesta quinta-feira, 19 de janeiro.

O Ministério Público do Trabalho no Piauí instaurou inquérito civil para investigar denúncias de irregularidades trabalhistas supostamente praticadas pelo restaurante Água de Chocalho. A portaria de abertura do inquérito foi assinada pelo procurador do trabalho Edno Carvalho Moura, nesta quinta-feira, 19 de janeiro.

De acordo com a denúncia feita da Procuradoria Regional do Trabalho na 22ª Região, o Água de Chocalho Bar e Restaurante LTDA- ME não assinou a Carteira de Trabalho de alguns empregados, exige jornada de trabalho excessiva, atrasa o pagamento dos salários, do décimo terceiro e dos vales transporte.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Água de Chocalho Água de Chocalho

O procurador afirmou que se comprovadas, as ações configuram violação da legislação trabalhista. Diante disso determinou a abertura do inquérito para apurar os fatos e adotar providências cabíveis.

Outro lado

Nenhum representante do restuarante foi localizado na noite desta quinta-feira (19) para comentar o caso. 

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.