GP1

Piauí

Águas de Teresina lança programa para melhorar saneamento

Serão construídas sete estações elevatórias e implantados 400 km de rede de esgoto, com benefício direto para mais de 124 mil pessoas.

A Águas de Teresina lançou, na manhã desta terça-feira (4), o Teresina Saneada, programa que visa tornar a capital piauiense referência em saneamento no Nordeste. Até 2020, a cobertura de esgotamento sanitário passará de 19,12% para 40%. Serão construídas sete estações elevatórias e implantados 400 km de rede de esgoto, com benefício direto para mais de 124 mil pessoas.

Até o terceiro ano do contrato, será construído ainda o interceptor na Avenida Maranhão com 7,5 km de extensão e a Estação de Tratamento de Esgoto – ETE Pirajá será ampliada, chegando a 1,5 milhões de litros por hora a capacidade de tratamento. Os bairros contemplados são: Parque Alvorada, Aeroporto, Itaperu, Nova Brasília, Saci, Tabuleta, São Pedro, Pio XII, Macaúba, Vermelha, Mocambinho e Vila São Francisco (Norte).

  • Foto: Divulgação/AscomÁguas de Teresina lança programa de saneamentoÁguas de Teresina lança programa de saneamento

“Ampliar a cobertura de esgoto é o foco contratual mais importante para a cidade, porque está diretamente ligado ao desenvolvimento de Teresina, com impacto direto na saúde e qualidade de vida das pessoas. Sabemos que coletar e tratar os esgotos é uma questão de respeito ao meio ambiente e um importante passo para a valorização da cidade. Nosso objetivo é fazer de Teresina referência em saneamento na região”, destaca Italo Joffily, diretor presidente da Águas de Teresina.

As ações estão em acordo ao Plano Diretor de Esgoto (PDE), que traz diretrizes para projetos, obras e investimentos para os próximos 30 anos. Com investimentos de R$ 1,7 bilhão – sendo R$ 650 milhões nos primeiros cinco anos -, o grande foco da Águas de Teresina está na ampliação da cobertura de esgotamento sanitário, que prevê aplicação de 80% dos recursos. Conforme meta contratual, até o 16º ano da subconcessão, esse índice deve chegar a 90%.

  • Foto: Divulgação/AscomPúblico acompanha lançamento do programa Teresina SaneadaPúblico acompanha lançamento do programa Teresina Saneada

Ao garantir acesso à água tratada e à rede de coleta e tratamento de esgoto, a Águas de Teresina contribui com a melhoria da saúde da população, assiduidade de crianças na escola e de adultos no trabalho, em razão da redução de doenças relacionadas à falta de saneamento básico. Os benefícios compreendem ainda a preservação dos corpos hídricos e do meio ambiente, além do desenvolvimento de setores importantes da economia, como turismo e valorização imobiliária.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada R$ 1 investido em saneamento, economiza-se R$ 4 em custos com saúde.

Começo das obras – Nos próximos meses serão implantados 36,7 km de rede na região que compreende o Lagoas do Norte. Os bairros inicialmente contemplados pelo Teresina Saneada são: Parque Alvorada, Aeroporto, Itaperu e Nova Brasília. Serão construídas três estações elevatórias de esgoto, unidades que contam com bombas hidráulicas e tanques que irão bombear até a Estação de Tratamento de Esgoto – ETE Pirajá.

Nesse primeiro ano frente à gestão dos serviços de água e esgoto na capital do Piauí, a empresa iniciou a requalificação nas duas Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) e pelo menos 17 Estações Elevatórias de Esgoto (EEE). As melhorias incluíram urbanização, substituição de equipamentos reservas, adequações elétricas, além da troca de conjuntos moto bomba.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.