GP1

Piauí

Voo é cancelado após pane em avião no aeroporto de Teresina

De acordo com um passageiro, que preferiu não se identificar, a informação foi dada pelo comandante da aeronave.

Passageiros que sairiam de Teresina com destino a Fortaleza no voo LA3617 da LATAM, marcado para o meio-dia deste domingo (03), relatam que tiveram que deixar o avião antes da decolagem por conta de uma pane elétrica ainda no pátio do aeroporto Senador Petrônio Portella, localizado na zona norte de Teresina.

De acordo com um passageiro, que preferiu não se identificar, a informação foi dada pelo comandante da aeronave. “A aeronave já estava taxiando quando o comandante desligou os motores e disse que não podia voar devido à pane elétrica detectada na checagem que antecede o voo”, relatou.

Ele reclamou ainda da falta de atenção dos profissionais da empresa, pois até o momento não há previsão de quando poderão embarcar. "Muitos dos que estão aqui, como eu, têm compromissos e por conta do descaso vamos perdê-los. Isso é um absurdo", criticou.

Outro lado

A assessoria de comunicação da empresa LATAM informou, através de nota, que houve a necessidade de manutenção corretiva e que os passageiros vão embarcar no voo reprogramado sob o número LA9000, previsto para decolar às 3 horas da manhã desta segunda-feira (04).

Confira abaixo a nota na íntegra:

A LATAM Airlines Brasil informa que o voo LA3617 (Teresina – Fortaleza), de hoje (3), foi cancelado devido à necessidade de manutenção corretiva. Os passageiros seguirão para o destino final no voo reprogramado sob o número LA9000, previsto para decolar às 4h* de amanhã (4).

A companhia lamenta o ocorrido e esclarece que está prestando a assistência necessária aos passageiros. Por fim, reitera que a segurança é um valor imprescindível e, sobretudo, todas as suas decisões visam garantir uma operação segura.

* Horário de Brasília

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.