GP1

Piauí

SDU é notificada sobre pontos de risco para aeronaves em Teresina

Por meio de nota a Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) Centro Norte, disse que notificou os moradores de residências que ficam localizadas ao redor do aeroporto.

A Aeronáutica descobriu cerca de 200 pontos de risco para aeronaves nos municípios de Teresina e Timon. Na Capital, os pontos de riscos foram identificados como locais altos e árvores que estão localizados na zona norte, onde fica localizado o Aeroporto Senador Petrônio Portella.

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), recebeu notificações do Departamento de Controle dos Espaços, que confirmaram os pontos de risco nas proximidades do aeroporto de Teresina.

Devido ao caso a Infraero informou a Prefeitura de Teresina sobre os pontos para que as medidas cabíveis fossem tomadas. Por meio de nota a Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) Centro Norte, disse que notificou os moradores de residências que ficam localizadas ao redor do aeroporto.

  • Foto: Lucas GondimAeroporto de TeresinaAeroporto de Teresina

Ainda conforme a SDU Centro Norte, cerca de 12 locais foram notificados por excesso de altura de residências e 30 notificações devido ao excesso de altura de árvores em propriedades privadas.

Confira nota na íntegra:

A Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU) Centro Norte, por meio de sua Gerência de Fiscalização, informa que, a pedido da Infraero, notificou as residências ao redor do Aeroporto Senador Petrônio Portela que apresentassem algum risco para o tráfego aéreo. No momento, foram expedidas 12 notificações por excesso altura de residências e 30 notificações por excesso de altura de árvores em propriedades privadas. Cabe aos proprietários das residências a poda dessas árvores.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.