GP1

Piauí

Hemopi realiza ação em alusão ao dia mundial do doador de sangue

De acordo com o diretor do Hemopi, este ano o centro registrou queda de 40% nas doações por conta da pandemia.

Nesta quarta-feira (25) é celebrado o dia mundial do doador de sangue. Assim como nos anos anteriores, o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi) aproveita a data para intensificar a discussão sobre a importância de doar sangue.

Este ano a campanha está sendo realizada por meio das redes sociais, por conta da pandemia houve uma queda expressiva no número de doações no Hemopi. Conforme o diretor do centro, Jurandir Filho, o Hemopi teve uma queda de 40% nas doações no ano de 2020, por conta da pandemia.

“Devido à pandemia esse ano estamos fazendo diferente. Durante todo o esse mês estivemos com um movimento nas redes sociais agradecendo às doações que recebemos e também incentivando as pessoas a doarem. Colhemos em média 4 mil doações por mês, o que dá em torno de 50 mil por ano, nesse ano tivemos uma queda de 40% nas doações por conta da pandemia. Nesse dia 25 estamos aqui no Hemopi para receber todos que quiserem doar e incentivando isso por meio das redes sociais, porque o principal tabu é o desconhecimento envolvendo esse tema”, explica o diretor do Hemopi.

Para doar, bastar ter entre 18 e 69 anos, estar saudável e comparecer ao Hemopi portando documento com foto. O diretor explica ainda que o doador passa por uma série de exames para atestar se está apto a dor sangue. A unidade funciona de segunda à sábado entre 7h15 e 18h, também é possível agendar por meio do telefone (86) 98894-6614.

“Ter entre 18 e 69 anos, pesar acima de 50 quilos, trazer documento com identidade e com foto, estar saudável e alimentado, aqui no Hemopi o doador passa por uma triagem clínica onde vai ser avaliado todos os seus hábitos de vida. Permanecemos funcionando no mesmo horário, de 7h15 até as 18h, inclusive até mesmo no horário de almoço e garantindo também que todas as medidas necessárias em razão da pandemia estejam sendo adotadas”, ressalta Jurandir Filho.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.