GP1

Piauí

Arqueóloga Niéde Guidon é empossada na Academia Piauiense de Letras

Em seu discurso, a arqueóloga agradeceu ao presidente e aos atuais membros da APL por a receberem como nova assentada dos quadros do órgão, e contou como chegou ao estado do Piauí.

A arqueóloga Niéde Guidon, de 87 anos, tomou posse, nesta sexta-feira (27), como imortal da Academia Piauiense de Letras (APL). No órgão, a pesquisadora vai ocupar a cadeira de número 24, que estava vaga desde a morte do desembargador Paulo Freitas.

A solenidade que agraciou Niède com o título de imortal na instituição foi realizada virtualmente por conta da covid-19 (coronavírus). Inicialmente os acadêmicos tinham marcado o evento para o início do ano, ou seja, no mês de março, mas por conta da pandemia, o planejamento foi alterado.

  • Foto: Reprodução/YoutubeNiéde Guidon toma posse na APLNiéde Guidon toma posse na APL

Em seu discurso, a arqueóloga agradeceu ao presidente e aos atuais membros da APL por a receberem como nova assentada dos quadros do órgão, e contou como chegou ao estado do Piauí.

“Estou muito feliz, é uma honra participar da academia. Eu trabalhava em um museu de São Paulo, quando em uma exposição de pinturas rupestres, um senhor pediu para falar com a organizadora, no caso eu, ele era prefeito da cidade de Petrolina-PE na época, e contou que na cidade de São Raimundo Nonato-PI tinha um local com as mesmas pinturas. Então, vim ao Piauí pela primeira vez em 1973, e logo depois conseguimos que fosse construído o Parque Nacional Serra da Capivara e o Museu do Homem Americano. E desde então, resido na cidade”, narrou a pesquisadora.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.