GP1

Piauí

Carteira de estudante para 2021 já pode ser adquirida pela Ames

O valor para tirar a carteira é de R$ 14,00 na modalidade presencial e R$ 18,00 na modalidade online.

A Associação Municipal dos Estudantes Secundaristas de Teresina (Ames) retomou o atendimento para que os alunos dos ensinos fundamental, médio, técnico e de cursos pré-enem possam adquirir a carteira de estudante de 2021.

Os estudantes interessados poderão tirar a carteira deste ano somente na modalidade online. A modalidade presencial estará disponível apenas para a confecção de carteiras do ano de 2020, que são válidas até março de 2021, ou em situações de urgência, para os alunos que quiserem a carteira de estudante para o desbloqueio do passe eletrônico.

Foto: Reprodução/WhatsappOs estudantes podem optar por tirar a carteira na forma presencial ou na forma online
Os estudantes podem optar por tirar a carteira na forma presencial ou na forma online

Para a confecção na modalidade presencial, os estudantes devem ir à sede da Ames, localizada na rua 7 de Setembro, 765, centro sul, com a declaração de matrícula da instituição em que estuda, com foto 3x4 em mãos e devem fazer o pagamento de R$ 14,00 em espécie, ou no cartão de crédito ou de débito. Se o estudante estiver sem a foto 3x4, a Ames ficará responsável por tirar sua foto. A carteira é recebida na hora.

O local está seguindo as recomendações estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e está funcionando de segunda a sexta-feira, no horário de 9h às 15h.

Já na modalidade online, os alunos devem acessar o site da associação, preencher um formulário digital, e devem anexar uma foto, a declaração de matrícula e um documento com foto, que pode ser do estudante ou de seu responsável. O pagamento de R$ 18,00 deve ser feito pelo site. A entrega da carteira para os alunos será feita a partir do dia 01 de fevereiro.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.