GP1

Piauí

Família pede ajuda para tratamento de criança com câncer em Teresina

Maria Helena tem dois anos e está internada no Hospital São Marcos.

A família da pequena Maria Helena, de apenas 2 anos, que foi diagnosticada com leucemia e está internada no Hospital São Marcos, em Teresina, iniciou nesta sexta-feira (15), uma campanha para pedir doações em dinheiro para custear o tratamento da criança e salvar a vida da menina.

Em entrevista ao GP1, o pai de Helena, Antônio Silva, conhecido popularmente como Tatu Resolve, contou que ele trabalha como eletricista, mas no início de dezembro sofreu um acidente de trabalho e nesse momento está se recuperando de uma cirurgia, assim, não consegue trabalhar para bancar o tratamento da filha.

Foto: Reprodução/WhatsAppMaria Helena
Maria Helena

“No dia 28 de dezembro, Helena apresentou febre e nos dois dias seguintes também. No último dia o médico resolveu deixar ela internada, porque detectou através de exame que as plaquetas estavam baixas. Já no dia 5 de janeiro, foi confirmado que ela estava com leucemia. Desde então, é só sofrimento já que estou sem trabalhar, por conta de um acidente de trabalho que sofri, quebrei a caixa e a cabeça do ombro, e estou cirurgiado”, contou o pai da criança.

Antônio Silva contou ainda que Maria Helena já deu início ao tratamento e segue internada no Hospital São Marcos. “Graças a Deus, ela já começou a receber a medicação. Está estável e se alimentando bem. E com fé em Deus, e com a ajuda de vocês minha filha vai ficar curada”, ressaltou.

Para ajudar a pequena Maria Helena, a família disponibilizou uma conta para doações:

Caixa Econômica

Titular: Antônio Francisco e Silva

Agência: 1606

Conta: 101023-8

Variação: 013

Pix: +5586999817807

Banco do Brasil

Titular: Micheilane Bastos Farias e Silva

Agência: 1640-3

Conta: 108382-1

Pix: 86999461238

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.