GP1

Piauí

Políticos piauienses lamentam a morte do pediatra Messias Melo

O médico que atuou por mais de 50 anos como pediatra morreu na manhã deste sábado (09), em Teresina.

Políticos piauienses usaram suas redes sociais para lamentar, na tarde deste sábado (09), a morte do médico pediatra Messias Melos, de 82 anos, que faleceu nesta manhã, em Teresina.

A deputada federal Iracema Portella (Progressistas) contou que o médico foi pediatra de suas filhas, e que lembra dele com muito carinho.

A post shared by Iracema Portella (@iracemaportella)

“Minhas filhas estão entre os “filhos de coração” do Dr. Messias Melo. Ele foi o pediatra das meninas e as lembranças que temos são cheias de afeto e carinho. Que Deus o receba de braços abertos e conforte sua família que é tão querida e especial”, escreveu a parlamentar.

Senador Ciro Nogueira

Ciro Nogueira (Progressistas) afirmou que recebeu a notícia da morte do médico, como de um filho que perdeu o pai. Ciro aproveitou para desejar condolências à família.

“Hoje, como um filho que perde o pai, recebi a notícia da morte do Dr. Messias Melo, pediatra da minha e de muitas gerações de teresinenses. Encerra-se com a morte do Dr. Messias mais que uma carreira médica bela e brilhante. Chega ao fim um sacerdócio. Mando meu pesar a filhos, netos e demais familiares deste grande piauiense”, lamentou o senador.

Senador Elmano Férrer

Elmano Férrer (Podemos) disse lamentar com muito pesar o falecimento de Messias, que era um grande amigo da família. “Lamento profundamente o falecimento do médico Dr. Messias Melo, grande referência na área da pediatria em Teresina e um amigo querido da nossa família. Que Deus conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de partida. Vamos guardar bons momentos na memória”, publicou o parlamentar.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.