GP1

Piauí

Prefeitura de Teresina apresenta proposta para quitar dívida com Setut

Com isso, é esperado que se chegue a um acordo para que os trabalhadores do transporte público recebam os atrasados e assim acabe a greve, que já perdura 18 dias.

Após o Sintetro anunciar nesta sexta-feira (26) que a greve de motoristas e cobradores de ônibus em Teresina vai continuar, o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut) informou que nessa tarde recebeu uma proposta da Prefeitura de Teresina, que será avaliada pela categoria.

Em nota oficial, o Setut explicou que a prefeitura apresentou proposta sugerindo o parcelamento da dívida de R$ 22 milhões em 21 prestações. Com isso, é esperado que se chegue a um acordo para que os trabalhadores do transporte público recebam os atrasados e assim acabe a greve, que já perdura 18 dias.

Foto: Reprodução/Google MapsSetut
Setut

“O Setut informa que recebeu hoje (26) oficialmente uma proposta da Prefeitura de Teresina que sugere o parcelamento da dívida de R$ 22 milhões em 21 vezes. A dívida da gestão municipal com as empresas de transporte está prevista em contrato e determina o pagamento de subsídios ao sistema”, diz a nota.

Ainda de acordo com o Setut, a proposta enviada pela Prefeitura Municipal de Teresina será avaliada com responsabilidade.

Confira a nota do Setut na íntegra:

O Setut informa que recebeu hoje (26) oficialmente uma proposta da Prefeitura de Teresina que sugere o parcelamento da dívida de R$ 22 milhões em 21 vezes. A dívida da gestão municipal com as empresas de transporte está prevista em contrato e determina o pagamento de subsídios ao sistema. A entidade ressalta que avaliará com muita responsabilidade a proposta apresentada.

Greve

O Sintetro (Sindicato dos Trabalhadores das Empresas de Transporte Rodoviário) realizou nova assembleia geral na manhã desta sexta-feira (26) e decidiu continuar o movimento grevista em Teresina. A greve dos motoristas e cobradores de ônibus já dura 18 dias.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.