GP1

Piauí

Agentes de portaria vão iniciar greve em Teresina a partir de sexta

De acordo com o Sindserm, os funcionários tiveram descontos nos contracheques do mês de fevereiro sem justificativa.

Os agentes de portaria que que trabalham na administração direta no âmbito do Município de Teresina decidiram deflagrar greve por tempo indeterminado e vão cruzar os braços a partir de sexta-feira (05). A informação é do Sindicato de Servidores Públicos Municipais de Teresina (Sindserm).

De acordo com o Sindserm, os funcionários tiveram descontos nos contracheques do mês de fevereiro sem justificativa. “Os funcionários que ocupam o cargo de agentes de portaria da Administração Direta da Prefeitura Municipal de Teresina (PMT), chamados ainda que indevidamente de vigias, tiveram descontos nos contracheques do mês de fevereiro em valores variantes entre R$ 600,00 e R$ 800,00 sem nenhuma justificativa”, diz a nota do Sindserm.

Diante disso, o sindicato adiantou que a categoria vai iniciar greve a partir de sexta-feira, 05 de março. O Sindserm informou que já protocolou documento junto à Prefeitura de Teresina informando sobre o início da greve, como determina a lei.

Na sexta-feira também será realizada uma assembleia com todos os trabalhadores, para discutirem sobre a greve. “A entidade destaca que as medidas de segurança sanitárias durante a Assembleia serão respeitadas e que a decisão pelo formato presencial se deve a dificuldade de garantir a reunião deste setor da categoria de forma remota, e que o encontro tem uma pauta específica”, finaliza a nota.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.