GP1

Piauí

Procurador investiga perseguição contra sindicalista em Nazaré do Piauí

O secretário de Administração negou as denúncias, segundo ele, não houve mudança de lotação do servidor.

O Ministério Público do Trabalho no Piauí instaurou inquérito civil para investigar denúncia contra a Prefeitura de Nazaré do Piauí, administrada pelo prefeito Nonato de Abílio, acusada de conduta antissindical. A portaria foi assinada no dia 16 de abril pelo procurador José Wellington de Carvalho Soares.

O objetivo é investigar conduta antissindical consistente em alterar, de maneira arbitrária e injustificada, a lotação do atual vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Nazaré do Piauí com finalidade de persegui-lo e impedi-lo de exercer livremente as atribuições de dirigente sindical.

Foto: Reprodução/FacebookPrefeito Nonato de Abílio
Prefeito Nonato de Abílio

A prefeitura também é acusada de ter determinado injustificadamente a suspensão do desconto em folha, com consequente repasse ao sindicato, dos valores das contribuições associativas dos servidores filiados ao sindicato.

O procurador destacou na portaria que é atribuição do Ministério Público do Trabalho promover a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis no âmbito das relações de trabalho.

Outro lado

Procurado, na manhã de segunda-feira (19), o secretário de Administração, Douglas Franco, negou as denúncias e que não houve mudança de lotação do servidor, mas apenas um remanejamento.

"Não houve mudança de lotação, visto que desde a sua posse como servidor do município, a lotação dele sempre foi zona rural e ele continua em zona rural. A turma que ele anteriormente ministrava aula, não houve o número suficiente de alunos para formar turma em 2021, em contrapartida, em outra comunidade, com a mesma distância, houve o aumento de turma, então houve apenas esse remanejamento diante da necessidade. Com relação aos descontos, não posso passar mais informações porque, na época, eu não estava na pasta", explicou.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.