GP1

Piauí

Vereador Jeová Alencar lamenta morte do ex-prefeito Firmino Filho

"É com muita tristeza que recebemos a notícia da morte desse grande gestor", afirmou Jeová Alencar.

O presidente da Câmara Municipal de Teresina, vereador Jeová Alencar, divulgou nota de pesar em nome de todos os parlamentares e servidores da Casa Legislativa, lamentando o falecimento do ex-prefeito de Teresina, Firmino da Silveira Soares Filho, que aconteceu na tarde desta terça-feira (06).

“É com muita tristeza que recebemos a notícia da morte desse grande gestor. Quero aqui estender o meu sentimento e respeito a toda a família enlutada”, disse o presidente da Câmara Municipal.

Foto: Lucas Dias/GP1Firmino Filho
Firmino Filho

Jeová Alencar reconheceu a contribuição do ex-gestor para a capital, e o seu papel desempenhado à frente do Poder Executivo durante o seu mandato, o vereador também manifesta seus sentimentos à família do falecido. Em respeito ao luto, a sessão que ocorreria na quarta-feira (07), na Câmara Municipal de Teresina, foi suspensa.

Firmino Filho nasceu no dia 16 de dezembro de 1963, o último mandato do ex-prefeito a frente da Prefeitura de Teresina terminou em 2020. Ele é casado com a deputada estadual Lucy Soares (Progressistas) e deixa três filho.

Nota de pesar

O presidente da Câmara Municipal de Teresina, Jeová Alencar, em nome de todos os parlamentares e servidores do Poder Legislativo, lamenta o falecimento do ex-prefeito de Teresina, Firmino da Silveira Soares Filho, que morreu na tarde desta terça-feira (06).

Jeová Alencar, reconhece o papel desempenhado pelo ex-prefeito Firmino Filho à frente do Poder Executivo durante o seu mandato, realçando sua atuação no período em que atuou no município.

“É com muita tristeza que recebemos a notícia da morte desse grande gestor. Quero aqui estender o meu sentimento e respeito a toda a família enlutada”, diz o presidente da Câmara Municipal.

Morte

O ex-prefeito de Teresina, Firmino Filho, foi encontrado morto na tarde desta terça-feira (06), na frente do edifício Manhattan River Center, Avenida Arêa Leão, na zona leste de Teresina. O GP1 apurou que o ex-gestor vinha enfrentando uma depressão severa. Firmino morreu aos 57 anos e deixa três filhos.

De acordo com informações colhidas pelo GP1 no local, Firmino estava no escritório do Tribunal de Contas da União (TCU), quando caiu do 14º andar do prédio.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.