GP1

Piauí

"Foi um visionário", diz Iracema Portella em despedida a Firmino Filho

Para a deputada federal, Firmino Filho foi um dos melhores prefeitos de Teresina.

A deputada federal Iracema Portella (PP-PI) elogiou nesta quarta-feira (07), durante a missa de corpo presente do ex-prefeito Firmino Filho (PSDB), a figura política do ex-gestor e declarou que ainda continua perplexa com a sua trágica morte.

Segundo Iracema, que disse estar abalada, Firmino Filho foi um dos melhores prefeitos que Teresina já teve e modificou a cidade trazendo melhorias na área da Educação.

“Um dia muito difícil. Um momento de muita emoção, ainda estamos todos perplexos e eu espero que Deus o receba com muito amor e que seus filhos, Lucy e amigos possam ser consolados. Eu estou muito abalada, gostava muito do Firmino como pessoa. Ele foi um dos melhores prefeitos que Teresina já teve, ele modificou nossa cidade, fez ela ser referência na Educação, ele foi um visionário”, destacou.

Ainda de acordo com a parlamentar, o PP sonhava em ter o ex-prefeito em seus quadros, devido ao seu histórico político. “O sonho de todos nós dos Progressistas era ter o Firmino nosso partido e se Deus quiser, nós vamos honrar o nome do ex-prefeito, os padres falaram que a morte não é o fim, é o recomeço”, finalizou.

A tragédia

O ex-prefeito de Teresina, Firmino Filho, foi encontrado morto na tarde desta terça-feira (06), na frente do edifício Manhattan River Center, Avenida Arêa Leão, na zona leste de Teresina. O GP1 apurou que o ex-gestor vinha sofrendo de uma depressão severa. Firmino morreu aos 57 anos e deixa três filhos.

De acordo com informações colhidas pelo GP1 no local, Firmino estava no escritório do Tribunal de Contas da União (TCU), quando caiu do 14º andar do prédio. A filha do ex-prefeito, Bárbara Silveira, chegou no local pouco tempo depois e reconheceu o corpo do pai.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.