GP1

Piauí

Ex-prefeito Firmino Filho pediu licença médica horas antes de morrer

A informação foi repassada por uma auditora do TCU que conversou com o ex-prefeito antes da tragédia.

Uma auditora do Tribunal de Contas da União (TCU), que conversou com Firmino Filho antes de sua trágica morte, revelou ao GP1 nesta quinta-feira (08) que o ex-prefeito pediu instruções para dar entrada em atestado médico momentos antes de cair do 14º andar do edifício Manhattan River Center na zona leste de Teresina, no último dia 06 de abril.

A funcionária do TCU, que preferiu não se identificar, foi uma das últimas pessoas a conversarem com Firmino e por conta disso teve que prestar depoimento no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Segundo a auditora, o ex-prefeito foi encaminhado para outro setor do TCU onde é tratado sobre licenças médicas, porém, o teor do assunto não foi revelado.

Foto: Marcelo Cardoso/GP1Dhpp
Dhpp

Outra testemunha

Um auxiliar de serviços gerais do edifício Manhattan River Center, que também não quis ter nome revelado, narrou à nossa reportagem nesta quinta-feira (08) que entrou, por volta de 13h, em uma sala utilizada para pequenas reuniões de auditores do Tribunal de Contas da União (TCU), e se deparou com o ex-prefeito na área externa da sala, próximo às janelas.

O funcionário comentou que saiu da sala e quando voltou, por volta de 15h10, encontrou o ex-prefeito ainda no local. Segundo ele, Firmino estava mexendo no celular e já se encontrava com os pés fora dos sapatos, próximo ao peitoril da área externa, que tem cerca de 60 centímetros de altura.

Foto: Marcelo Cardoso/GP1Edifício Manhattan
Edifício Manhattan

“Pegando um vento”

Nesse momento, o funcionário contou que cumprimentou Firmino e o ex-prefeito respondeu que “estava pegando um vento”. Depois disso, o homem frisou que deixou o local sem desconfiar do que aconteceria momentos depois, porque segundo ele, algumas pessoas tem o hábito de irem ao local para fazer ligações, por ser o local mais reservado do andar.

Momentos depois que deixou a sala, o auxiliar comentou que recebeu a notícia da queda e da morte do ex-prefeito Firmino Filho. O caso está sendo investigado pelo DHPP e cerca de oito funcionários foram ouvidos pela equipe de investigação.

Relembre o caso

Na terça-feira (06), Firmino Filho foi encontrado morto na frente do edifício Manhattan River Center, local onde funciona a sede do Tribunal de Contas da União (TCU), onde ele reassumiu sua função como auditor depois de deixar a Prefeitura de Teresina, em janeiro deste ano. Ele deixa três filhos (Bárbara, Bruno e Cristina) além da esposa, a deputada estadual Lucy Soares (Progressistas).

O corpo do ex-prefeito foi sepultado nessa quarta-feira (07) no cemitério Recanto da Saudade, na Capital.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.