GP1

Polícia

Filho presenciou agressão contra mãe vítima de cárcere privado em Teresina

A vítima ficou 24 horas trancada na sua própria residência no bairro Bela Vista, zona sul de Teresina.

A delegada do Núcleo de Feminicídio do Piauí, Anamelka Cadena, revelou ao GP1, na tarde desta segunda-feira (04), detalhes do cárcere de privado sofrido por uma mulher identificada como Fernanda Lopes de Brito. A vítima ficou 24 horas trancada na sua própria residência no bairro Bela Vista, zona sul de Teresina. O acusado do crime é o marido, Rodrigo da Mata Dias, preso nesse domingo (03).

  • Foto: Lucas Dias/GP1Delegada AnamelkaDelegada Anamelka

“Ela informou durante um primeiro depoimento que foi mantida em cárcere, sofreu lesão corporal, ameaças, violência sexual, que inclusive o filho do casal estava presente no momento do ato e presenciou, ela realmente não tinha como sair dali. Mas eu preciso de um depoimento complementar para poder formalizar tudo”, revelou Anamelka.

Durante o depoimento, Fernanda contou que foi espancada com um cinto, pedaços de fio e que o companheiro chegou a derramar ketchup picante em suas partes íntimas, que só conseguiu fugir para pedir socorro quando o seu agressor dormiu.

A delegada informou que já solicitou exames periciais para que sejam comprovados todos os relatos do depoimento. “Solicitamos à perícia, teve umas que já haviam sido solicitadas preliminarmente e pedimos outras, aí a gente vai poder sedimentar essas informações, como o inquérito é pequeno, acredito que em cinco dias já estamos com tudo bem debelado”, informou a delegada.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.