GP1

Polícia

Polícia investiga fraude na utilização de caminhões-pipa no Piauí

O delegado Ramon Brito, da Delegacia de Polícia Civil de Simões, informou que o caso foi encaminhado para a Justiça Militar.

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar fraudes na utilização de caminhões-pipa para o fornecimento de água no município de Simões. Foi constatado que os veículos não estavam realizando o percurso contratado e que o GPS que era fixado nos veículos pelo Exército Brasileiro estava sendo retirado e implantado em motocicletas.

Todos os veículos utilizados para a distribuição de água apresentam um GPS, onde o Exército Brasileiro é o responsável por monitorar o trajeto para constatar se, de fato, toda a população foi contemplada com a entrega da água. A fraude acabou sendo descoberta pela Polícia Militar na última segunda-feira (08), o que gerou a prisão de um homem identificado como Laércio Rodrigues Gomes.

Os policiais encontraram o equipamento na motocicleta de Laércio e verificaram que se tratava do GPS utilizado pelo Exército e os conduziram para a Delegacia de Polícia Civil de Simões. A partir disso, iniciou-se a investigação do esquema que acabava atingindo diversas comunidades da região, que ficavam sem a distribuição de água feita pelo caminhão-pipa.

Como funcionava ao esquema

O GPS era retirado dos caminhões e instalado em uma motocicleta, onde uma pessoa era contratada para realizar o mesmo percurso que seria feito pelo caminhão-pipa. Conforme o delegado Ramon Brito, Laércio Rodrigues Gomes recebeu R$ 40,00 para participar do esquema. “Ela [dona de um caminhão-pipa] pagou quarenta reais para ele fazer o trajeto da zona rural da cidade de Caridade do Piauí até Araripina, no Estado de Pernambuco, em poder dos GPS”, contou ao GP1.

Denúncias

A Polícia Civil ainda revelou que já havia recebido outras denúncias sobre o caso. Diversas pessoas entraram em contato com os policiais e relataram que havia um esquema de fraude, mas não deram nomes. O caso agora está sendo acompanhado pela Justiça Militar.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.