GP1

Polícia

Acusado de dar cobertura a quadrilha que explodiu BB de Miguel Alves é preso

Conforme a polícia, o acusado foi o responsável por dar suporte na fuga dos criminosos, que ficaram abrigados em uma de suas residências, na zona rural de União.

Um homem identificado somente pelas iniciais R. N. P. O, foi preso nesta quarta-feira (20), no bairro São Pedro, no município de União, acusado de dar cobertura a quadrilha que explodiu a agência do Banco do Brasil de Miguel Alves em outubro do ano passado.

De acordo com o delegado Francírio Queiroz, da Polícia Civil de União, o mandado de prisão do suspeito foi cumprido na manhã de hoje. Conforme a polícia, o acusado foi o responsável por dar suporte na fuga dos criminosos, que ficaram abrigados em uma de suas residências, na zona rural de União. O Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) será o responsável por dar continuidade as investigações.

Foto: Reprodução/WhatsappAgência do Banco do Brasil em Miguel Alves
Agência do Banco do Brasil em Miguel Alves

Um criminoso morto

No dia 14 de outubro do ano passado, um dos suspeitos foi morto durante uma troca de tiros com policiais da Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI). O secretário de Segurança Pública do Piauí, coronel Rubens Pereira, confirmou ao GP1, na época, que o confronto ocorreu em uma região de mata entre as cidades de União e Miguel Alves.

Entenda o caso

Criminosos fortemente armados explodiram, na madrugada do dia 4 de outubro de 2020, uma agência do Banco do Brasil na cidade de Miguel Alves. Durante a fuga, os bandidos trocaram tiros com a polícia e levaram cinco reféns que estavam nas proximidades da agência.

Segundo o sargento Adalberto, da Polícia Militar da cidade, a guarnição foi informada sobre a explosão por volta das 3h17 da madrugada.

Durante a fuga, os bandidos trocaram tiros com a polícia e ainda levaram cinco pessoas de refém. O sargento explicou que eles foram liberados logo na saída da cidade e que dois carros, provavelmente utilizados na fuga, foram queimados.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.