GP1

Polícia

PM prende padrasto acusado de matar travesti em São João do Arraial

Conforme a PM, o acusado estava escondido em uma residência no município de Campo Largo.

A Polícia Militar prendeu na manhã desta sexta-feira (08), o homem acusado de assassinar com golpes de faca a jovem travesti Lupita, no município de São João do Arraial. Ele é padrasto da vítima.

Segundo informações do sargento César Lopes, comandante da Polícia Militar de São João do Arraial, o homem, identificado como Luciano, foi preso por volta das 10h30 desta sexta-feira, no município de Campo Largo. Ele estava escondido em uma residência.

Foto: Reprodução/WhatsAppLupita, morta a facadas no Piauí
Lupita, morta a facadas no Piauí

“Desde ontem estamos em diligências, então não cessou. Passamos a madrugada toda, a manhã toda buscando, até que recebemos a informação que ele estava escondido em uma casa numa certa localidade do município de Campo Largo. Nos deslocamos até o local onde ele estava escondido, o cercamos e fizemos a prisão.”, disse o sargento.

Ainda conforme o sargento, o acusado confessou o crime e foi direcionado à Delegacia de Polícia Civil da cidade para interrogatório e os procedimentos cabíveis ao caso.

Entenda o caso

Uma jovem travesti conhecida popularmente como "Lupita" morreu após ser esfaqueada na noite desta quinta-feira (07), ao tentar defender sua mãe durante uma briga na cidade de São João do Arraial.

Segundo informações repassadas pelo sargento César Lopes, da Polícia Militar, o crime aconteceu por volta de 20h30 e o principal suspeito de cometer o crime é esposo da mãe de Lupita.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.