GP1

Polícia

Força Tarefa prende três homens durante operação em Barro Duro

A Operação Quaresma tem como objetivo combater o crime em todos os municípios do Piauí.

A Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública do Piauí deflagrou na manhã deste sábado (27) a Operação Quaresma e prendeu três homens de iniciais G. C. S., R. S. N., e O. F. S., acusados de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo no município de Barro Duro, região do médio Parnaíba.

Segundo informações da Secretaria de Segurança, a operação foi realizada no município após denúncias sobres indivíduos que cometiam diversos crimes em Barro Duro. Com isso, a Força Tarefa se deslocou à cidade e iniciou buscas aos suspeitos.

Foto: Reprodução/WhatsAppMaterial apreendido na Operação Quaresma em Barro Duro
Material apreendido na Operação Quaresma em Barro Duro

Após a realização de blitz com várias abordagens a veículos e pessoas, a Força Tarefa conseguiu localizar os indivíduos. Com eles, a polícia apreendeu 3 celulares, 1 kg de maconha, um revólver cal. 38, 3 espingardas de distintos modelos, 7 munições de arma de fogo, 6 facões, 2 facas e R$2.070,00.

Diante disso, foi dada voz de prisão aos três criminosos e eles foram conduzidos à delegacia de Água Branca para os procedimentos cabíveis ao caso. A Operação Quaresma foi iniciada nesta semana, denominada assim por conta do período que compreende a Quaresma.

Operação Quaresma em Demerval Lobão

A Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI), deflagrou a “Operação Quaresma”, no início da manhã desta quarta-feira (24), para combater crimes relacionados a tráfico de drogas no município de Demerval Lobão.

De acordo com o comandante da Força Tarefa da SSP, Capitão Frazão, a operação hoje concentrou nas prisões em Demerval Lobão, mas está acontecendo em todo o estado. Hoje foram presos dois homens no município.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.