GP1

Polícia

Pai e filho são presos acusados de matar fazendeiro no Piauí

Os acusados foram presos nesta terça-feira (02), em Castelo do Piauí.

A Polícia Civil do Piauí prendeu pai e filho nesta terça-feira (02), acusados de assassinarem um fazendeiro identificado como Francisco Hélio com vários golpes de foice e enxadeco em agosto de 2020. O crime ocorreu na cidade de Buriti dos Montes, mas os dois foram presos em Castelo do Piauí, região Norte do Piauí.

Ao GP1, policial civil Barker Martins, da 5ª Delegacia Regional de Campo Maior, contou que a Justiça tinha expedido mandados de prisão contra os dois. Os acusados foram identificados como Guilherme de Freitas, de 64 anos e o filho Francisco Kenardo, de 20 anos, os dois eram caseiros da vítima.

Foto: Reprodução/FacebookFrancisco Hélio foi assassinado em Buriti dos Montes
Francisco Hélio foi assassinado em Buriti dos Montes

“Sim, hoje pela manhã realizamos essas prisões em Castelo. Contra eles existiam mandados em aberto decorrente de um homicídio. O dois já foram recambiados para o sistema prisional do Piauí”, informou o policial civil.

Entenda o caso

Segundo o agente Paulo Henrique, da Delegacia de Polícia Civil de Castelo do Piauí, a companheira da vítima também foi encontrada no local com ferimentos graves e precisou ser socorrida para uma unidade de saúde da cidade de Crateús, no Ceará.

“Eles tiveram um atrito que a gente ainda não sabe direito do que se trata, mas as testemunhas relataram que é uma questão de terras, porque o proprietário da fazenda estava querendo que eles se retirassem da terra dele. E ontem eles estavam bebendo e começaram a se desentender, foi o momento em que aconteceu o crime. Ele foi atingido com vários golpes de foice e enxadeco e morreu ainda no local. Com ele estava uma mulher que também foi esfaqueada. Ela foi socorrida e se encontra no Hospital de Crateús”, relatou o agente.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.