GP1

Polícia

Sargento é baleado ao tentar evitar assalto em Teresina

O bombeiro da reserva foi socorrido e encaminhado ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

Um sargento da reserva remunerada do Corpo de Bombeiros, identificado como Otávio Leonardo, foi baleado na manhã desta segunda-feira (05), por volta das 7h, durante um assalto no bairro Novo Horizonte, na região do Grande Dirceu, zona sudeste de Teresina.

Segundo o sargento Agnaldo, do 8º Batalhão de Polícia Militar do Piauí, o bombeiro tentou intervir em um assalto que estava sendo praticado por dois suspeitos nas proximidades da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Novo Horizonte, mas acabou sendo baleado por um dos criminosos durante a ação.

“O sargento é da reserva do Corpo de Bombeiros. O Oitavo Batalhão foi acionado e o que se sabe é que esses dois elementos estavam praticando o assalto nas proximidades da UBS do Novo Horizonte e ele foi tentar intervir, mas acabou sendo baleado por um dos suspeitos”, contou o policial ao GP1.

O bombeiro foi socorrido no local pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ao Hospital de Urgência de Teresina. Ainda não há informação sobre o estado de saúde do bombeiro.

2º policial baleado em menos de 48h na zona sudeste

O 3º sargento da Polícia Militar do Piauí, J. Alves, foi baleado no pescoço na tarde do último sábado (03) durante um assallto na Avenida Noé Mendes, região do Grande Dirceu. O policial é lotado no 1º Batalhão da PMPI.

Em entrevista ao GP1, o tenente Quixaba, do 8° Batalhão da Polícia Militar, afirmou que o policial foi abordado por dois suspeitos, que estavam em uma motocicleta de cor preta, no momento em que o policial se deslocava para consertar o pneu de sua moto que havia furado. Um dos suspeitos alvejou o policial e a dupla ainda conseguiu levar a arma de fogo do 3° sargento.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.