GP1

Polícia

Foragido é preso acusado de fazer arrastão na Americanas em Teresina

Com Nego Airton, que responde por crime de homicídio, foi encontrada uma pistola .380.

Um homem identificado como Wilton da Silva Barreto, mais conhecido como Nego Airton, foragido da Justiça, foi preso no início da tarde desta terça-feira (06) acusado de realizar um arrastão na Lojas Americanas, localizada na Avenida Nossa Senhora de Fátima, zona leste de Teresina.

Na ocasião, outras seis pessoas, dentre elas, uma mulher, também foram presas por policiais da Força Tática do 5º Batalhão e da Companhia do Promorar.

Em entrevista ao GP1, o comandante da Companhia Independente de Policiamento do Promorar, capitão Sousa Lima, afirmou que os policiais do 5º BPM pediram apoio, pois um dos celulares roubados durante arrastão na Loja Americanas estava sendo rastreado e apontava como localização a Vila Santa Cruz, região do bairro Promorar, zona sul da Capital.

Foto: Divulgação/PM-PIPrisão de Nego Airton, à direita, ocorrida desta terça
Prisão de Nego Airton, à direita, ocorrida desta terça

Com isso, as equipes das Forças Táticas passaram a trabalhar em conjunto até se depararem com os suspeitos, que tentaram fugir.

“O pessoal do 5º batalhão veio desde a zona leste e com o apoio da Força Tática do Promorar, juntamente com a equipe de inteligência, conseguiu avistar os suspeitos que empreenderam fuga na Vila Santa Cruz, mas sete pessoas foram presas, dentre elas uma mulher. O Nego Airton se entregou e já foi avisando que estava armado”, pontuou.

Foto: Divulgação/PM-PIArmas de fogo apreendidas com o suspeito
Armas de fogo apreendidas com o suspeito

Com Nego Airton, que responde por crime de homicídio, foi encontrada uma pistola .380. “Ele é foragido do sistema prisional e outro suspeito tinha um mandado de prisão de uma investigação do GRECO. Encontramos ainda um carro que, provavelmente, pode estar envolvido na ação. Foram recuperados sete celulares e um revólver calibre .38 foi apreendido”, acrescentou.

Seis deles foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Teresina e o sétimo preso foi conduzido para a sede do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO).

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.