GP1

Política

Franzé diz que Wellington Dias quer no Governo os parceiros leais

"O governador vai saber entender quais são os parceiros leais, dedicados e com esses parceiros remodelar a equipe”, disse Franzé.

O governador Wellington Dias (PT-PI) vai organizar a casa e deixar na estrutura administrativa do Estado apenas aqueles que estejam declaradamente alinhados com o projeto administrativo e político para as eleições de 2022. Isso inclui líderes que se apresentaram no pleito passado e que estão dispostos a caminhar com PT e companhia.

As informações foram confirmadas ao GP1 neste domingo (10) pelo deputado estadual Franzé Silva (PT), um dos principais representantes do Governo. Ele afirmou que Wellington vai saber filtrar e contemplar aqueles que estão em sintonia com as estratégias pensadas para o futuro do Estado.

“Depois da eleição o governador tem um novo mapa político do Estado, e dentro desse plano de desenvolvimento ele quer contemplar todas as forças que tiveram o resultado eleitoral na eleição de 2020. O governador vai saber entender quais são os parceiros leais, dedicados e com esses parceiros remodelar a equipe”, disse Franzé.

Foto: Lucas Dias/GP1Franzé Silva
Franzé Silva

“Ele deve sim pensar as forças que hoje o apoiam tanto na área técnica quanto na área política e fazer esse reforço que será para o bem do nosso Estado. Temos que fazer em dois anos, quatro anos de gestão”, alertou o deputado.

Franzé Silva ainda lembrou da importância de contar com uma equipe concatenada com as ações que possam contribuir com a retomada do crescimento econômico que foi afetado com a pandemia do novo coronavírus.

“O PT tem dialogado com o governador no sentido de um projeto de desenvolvimento para o Piauí. Eu dizia que tivemos dois anos praticamente perdidos da economia brasileira. 2019, o governo Bolsonaro não presentou um plano de desenvolvimento para o País, e os mercados e as empresas ficaram reticentes. Tivemos uma estagnação em 2019. 2020 seria o ano da retomada de crescimento da economia, mas tivemos a pandemia”, lamentou.

“O governador Wellington Dias agora tem dois anos para recuperar os dois anos que se passaram. Ele tem trabalhado um plano de desenvolvimento e esse plano tem sido colocado para todos os setores. Na saúde, na infraestrutura, educação. Esse plano é o grande projeto para os dois anos, pra isso, ele precisa, além de ter as forças políticas, ter uma remodelagem de sua equipe técnica para poder fazer esse plano girar rápido para que o Piauí possa recuperar o tempo que perdeu”, advertiu.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.