GP1

Política

Enzo Samuel defende PDT unido após divergências internas

"O que defendo é que precisamos de unidade, é sentar e dialogar para que o PDT possa ter uma postura, e que essa postura seja de todos que compõem o partido”, disse Enzo.

O vereador Enzo Samuel se pronunciou nesta quinta-feira (14), sobre o racha interno no PDT que hoje está parte na oposição e parte na base do prefeito Dr. Pessoa (MDB). Isso porque, um grupo liderado pelo médico Francisco Pedrosa, decidiu não ‘obedecer’ as deliberações da sigla e caminhar com o atual gestor da Capital.

Para Enzo, mesmo com as divergências internas comuns em todos os partidos, o mais importante ao final, é manter a unidade do partido seguir as diretrizes estabelecidas para direção.

Foto: Lucas Dias/GP1Enzo Samuel
Enzo Samuel

“Divergências e debates internos existem em todos os partidos, faz parte do processo democrático escutar propostas divergentes. O que defendo é que precisamos de unidade, é sentar e dialogar para que o PDT possa ter uma postura, e que essa postura seja de todos que compõem o partido”, disse o vereador.

“O partido não pode ser representado por uma posição pessoal de militante A ou B, do vereador Enzo. Não, você coloca suas ideias nas reuniões e nas deliberações partidárias. A partir dali, o que for acordado e ficar de compromisso, deve ser a ideia defendida por todos do partido”, advertiu Samuel.

Este mesmo grupo alinhado a Dr. Pessoa, ainda no primeiro turno das eleições, declarou simpatia pela candidatura de Pessoa inclusive, Francisco Pedrosa ‘ameaçou’ se lançar candidato pela oposição mesmo com o PDT, à época, estando no apoio ao professor Kleber Montezuma (PSDB), que foi derrotado na corrida pelo Palácio da Cidade.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.