GP1

Política

Dudu diz que paralisação dos enfermeiros vai aumentar mortes por covid-19

A categoria decidiu, na última terça-feira (02), paralisar por três dias a partir desta sexta-feira (05).

A Câmara Municipal de Teresina realizou, na manhã desta quinta-feira (04), audiência pública para discutir as reinvindicações dos profissionais de enfermagem da Prefeitura de Teresina que marcaram uma paralisação de três dias a partir desta sexta-feira (05). Estiveram presentes a deputada Teresa Brito, o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Gilberto Albuquerque, representantes da prefeitura e dos sindicatos.

De acordo com o vereador Dudu, que propôs a audiência, ele está preocupado que essa paralisação resulte em mais mortes. “Temos um problema grave para resolver que é o aumento da transmissibilidade do novo coronavírus e de mortes na nossa cidade e no nosso estado e, com certeza, uma paralisação vai potencializar em mais mortes”, afirmou.

Foto: Lucas Dias/GP1Dudu
Dudu

“O que eu estou ponderando com o sindicato dos Enfermeiros, fisioterapeutas e outros mais é que a gente possa levantar o que realmente foi cortado em janeiro e fevereiro, ver o valor disso e tentar conversar com a Fundação Municipal de Saúde (FMS) uma forma de pagar ou de corrigir algum erro, sinto da parte da FMS a sensibilidade de fazer essas correções”, declarou o vereador.

Segundo Dudu, a Câmara está trabalhando para tentar resolver o problema. “A gente pede a compreensão, a Câmara está tentando intermediar para que a gente saia com encaminhamento onde se resolva o problema pontual alegado pelos trabalhadores”, finalizou.

Paralisação

A paralisação foi decidida, na última terça-feira (02), durante assembleia realizada com membros do sindicato, que cobram o retorno do pagamento da insalubridade por conta da covid-19. Ele explicou que durante a paralisação apenas 30% dos profissionais compareceram aos plantões.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.