GP1

Política

Ministério Público denuncia ex-presidente da FMS Manoel de Moura Neto

A ação foi ajuizada na última sexta-feira (16).

O ex-presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Manoel de Moura Neto, foi denunciado em ação civil de improbidade administrativa ajuizada pelo Ministério Público do Estado do Piauí, através do promotor Fernando Ferreira dos Santos, da 44ª Promotoria de Justiça de Teresina, acusado de não atender às requisições ministeriais de forma reiterada.

Segundo a petição inicial, o ex-presidente não enviou informações e documentos requisitados no bojo do procedimento instaurado para apurar a lisura do Processo Seletivo Emergencial Simplificado nº 001/2020, publicado pela Fundação Municipal de Saúde de Teresina.

Foto: Lucas Dias/GP1Manoel de Moura Neto
Manoel de Moura Neto

Para o promotor, a conduta omissiva dolosa do ex-presidente da FMS retardando e deixando de praticar, indevidamente, ato de ofício, dificultou a apuração das várias manifestações que apontavam supostas ilegalidades no processo seletivo.

A ação pede a condenação do ex-gestor nas sanções previstas no art.12, da Lei de Improbidade Administrativa que prevê a suspensão dos direitos políticos, multa civil e a proibição de contratar com o Poder Público.

A ação foi ajuizada na última sexta-feira (16) e aguarda recebimento pelo juízo da 2ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública da Comarca de Teresina.

Outro lado

Procurado na tarde desta quinta-feira (22), Manoel de Moura Neto não foi localizado pelo GP1.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.