Piauí

Promotor investiga pagamento de R$ 33 milhões para advogado Álvaro Mota

O pagamento foi realizado pela Prefeitura de Teresina em um contrato que permaneceu vigente por 11 anos.

A investigação tem origem na denúncia do controlador geral do município de Teresina, Ricardo Teixeira, que pediu a suspensão do contrato, firmado por inexigibilidade de licitação, mediante uma série de irregularidades encontradas. Além do escritório, também foram denunciados os ex-secretários de finanças da Capital, Francisco Canindé e Felipe Mendes.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook

 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.