Piauí - Teresina

Ciro Gomes diz que Michel Temer é representante de uma quadrilha

"Falta dinheiro para saúde, educação, mas está sobrando para comprar deputado”, alfinetou o presidenciável.

GERMANA CHAVES

- atualizado

O pré-candidato à presidência da República, Ciro Gomes, que está em Teresina, criticou o PMDB e afirmou que o presidente da República Michel Temer (PMDB) representa uma quadrilha. O pedetista defendeu a retirada do poder do grupo representado pelo peemedebista e justificou esse posicionamento destacando alguns pontos negativos trazidos pela crise, como a quantidade de desempregados no País.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Ciro GomesCiro Gomes

“Salve as exceções, mas o centro do PMDB, com presidente Michel Temer representa uma quadrilha, não é um partido político. É preciso varrer essa quadrilha do poder porque eles estão fazendo um mal grande ao Brasil. São quase 14 milhões de brasileiros desempregados. Falta dinheiro para saúde, educação, mas está sobrando para comprar deputado”, alfinetou o presidenciável.

Ciro Gomes ainda lembrou que pela primeira vez em toda história do Brasil, um presidente é processado. “Pela primeira vez na vida de luta do Brasil, desde 500 anos, um presidente da República é processado pela Procuradoria Geral da República por formação de organização criminosa, obstrução da Justiça, corrupção passiva. Por outro lado, um outro é encontrado com R$ 51 milhões escondidos em malas num apartamento. Imagina o que passa na cabeça do nosso povo. Humilhado pelo desemprego, sofrendo nos postos de saúde, nos hospitais com medo. São 40 milhões de brasileiros negativados no SPC, sem crédito e com medo de perder o emprego Precisamos banir essas pessoas do poder do País”, reafirmou o pedetista.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB