Enviar por e-mail

Enviar notícia por e-mail
Exemplo: nome@example.com. Para enviar para mais de uma pessoa, separe os endereços por vírgulas
Informe o seu nome
Informe o seu endereço de e-mail
Os comentários serão incluídos na mensagem

Comunicar erros

Comunicar erro na notícia
Informe o seu nome
Informe o seu endereço de e-mail
Descreva o que há de errado com esta notícia
14/08/2012 - 12h40
Operação Aspásia

Clientes pagavam até R$ 50 mil e garotas da Beth Cuscuz viviam em condição insalubre

De acordo com a delegada Daniela Barros, "houve uma tolerância social em relação a essas casas, só que agora não vai ter mais".

BÁRBARA RODRIGUES, DO GP1
Atualizada em 14/08/2012 - 15h37
Em entrevista coletiva, a delegada Daniela Barros, Andreia Magalhães e Delegado Geral James Guerra prestaram esclarecimentos sobre a Operação Aspásia realizada nesta terça-feira (14) que fechou três casas acusadas de exploração sexual, conhecidas como Beth Cuscuz, Copacabana e Rancho.

Os donos das respectivas casas foram presos após a justiça ter expedido mandado de prisão temporária contra os acusados, entre eles Beth Cuscuz e Carlão, dono do Copacabana.

Na entrevista coletiva, o delegado geral James Guerra explicou porque somente agora estas casas foram fechadas. Segundo o delegado, o Ministério Público tomou conhecimento através de uma nota vinculada em um jornal, de que uma casa de prostituição tinha menores. A partir daí foi feita uma recomendação, onde a polícia deu início às investigações. “Nessas investigações, encontramos indícios que a coisa era muito maior e complexa, percebemos que as mulheres nessas casas eram exploradas sexualmente. A prostituição não é crime, mas a exploração sexual sim. Além disso, por enquanto uma menor foi encontrada prestando esses serviços, o que é proibido”, disse James Guerra.

Imagem: Bárbara Rodrigues/GP1Entrevista Coletiva(Imagem:Bárbara Rodrigues/GP1)Entrevista Coletiva

A operação começou há 15 meses, 70% dela foi feita através de escutas. “Nós percebemos com essas escutas que existia uma teia criminosa, onde chegamos em outros focos e acabamos percebendo que essas casas tinham uma ligação, já que eles tinham acesso a sites de prostituição que ofereciam as mulheres como um cardápio, os sites em si estavam ligados aos donos dessas casas e eram destinados a exploração sexual”, disse Andreia Magalhães.

Segundo Andreia Magalhães, quase todas as mulheres que foram encontradas nessas casas eram de outros estados, a maioria do Sul, o que caracteriza tráfico interno, além de uma menina de 15 anos. Todas foram ouvidas, a maioria das garotas de programas esteve nesta manhã na Delegacia de Entorpecentes. Cinco sites usados para exploração sexual e que tinham os donos dessas casas envolvidos foram fechados.

Beth Cuscuz


Segundo a delegada Daniela Barros, que comandou a operação na Beth Cuscuz, a situação da boate era degradante, as mulheres viviam em situações insalubres e foram encontrados indícios de exploração sexual.

Imagem: DivulgaçãoBeth Cuscuz presa pela Polícia Civil(Imagem:Divulgação)Beth Cuscuz presa pela Polícia Civil

Daniela Barros afirmou que as mulheres que trabalhavam na Beth Cuscuz, precisavam todos os dias deixar uma quantia no valor de R$ 120, senão não poderiam sair para fazer programas. Além disso, foram encontradas agendas com valores elevados dos programas. “Encontramos comandas com valores elevados, de R$ 8, R$ 10 e até 50 mil de clientes”, disse a delegada.

Imagem: Bárbara Rodrigues/GP1Delegada Daniela Barros(Imagem:Bárbara Rodrigues/GP1)Delegada Daniela Barros

Taxistas também participavam do esquema. A casa pagava R$ 20 para cada taxista que levasse um cliente, e a cada 5 clientes eles recebiam uma quantia de R$ 50. No local ainda havia dois quartos destinados a realização do programa.

Imagem: Bárbara Rodrigues/GP1Como funcionava o esquema da Beth Cuscuz(Imagem:Bárbara Rodrigues/GP1)Como funcionava o esquema da Beth Cuscuz

“Fiquei chocada com a condição do local que eu encontrei. Elas estavam em uma situação insalubre, o lugar era nojento, fiquei chocada. Se aquilo é prostituição de luxo, eu não sei mais o que é luxo. Ali ficou caracterizada a exploração sexual”, disse a delegada.

Beth Cuscuz ainda estaria com problemas financeiros e estaria até fazendo o arrendamento da casa. Ela tinha o site Pecado Cazual, que já foi fechado.
Imagem: Bárbara Rodrigues/GP1Site com informações da Beth Cuscuz(Imagem:Bárbara Rodrigues/GP1)Site com informações da Beth Cuscuz

Copacabana

A delegada Andreia Magalhães afirmou que as mesmas condições da Beth Cuscuz foram encontradas no Copacabana. As mulheres cobravam os programas em torno de R$ 200 a R$ 500. Além disso, o dono mantém um site, conhecido como Só as Tops, onde as garotas tinham que pagar R$ 300 por mês para manter as suas fotos no site, e se quisessem um destaque maior, o valor subia.

Imagem: Bárbara Rodrigues/GP1Andreia Magalhães e James Guerra(Imagem:Bárbara Rodrigues/GP1)Andreia Magalhães e James Guerra

O dono do Copacabana, conhecido como Carlão, já está preso. Além dele na rede de prostituição, ainda tinham as suas sócias conhecidas como Gorete e Desterro, além do dono do site, Santos. Carlão ainda foi autuado em flagrante porque foi encontrado com um rifle.

Imagem: Bárbara Rodrigues/GP1Como era o esquema no Copacabana(Imagem:Bárbara Rodrigues/GP1)Como era o esquema no Copacabana

“Agora nós temos provas de tudo, de como funcionava. As casas já foram fechadas e os alvarás devem ser suspensos, como no caso da Beth Cuscuz que tem alvará de funcionamento para casa de show, mas não era o caso. Os mandados de prisão são para cinco dias, podendo ser estendido”, disse Andreia Magalhães.

Os presos vão responder pelos crimes de favorecimento da prostituição, casa de prostituição, tráfico interno de pessoas para exploração sexual, mais conhecido como agenciamento e formação quadrilha, mas nem todos vão responder por estes crimes, vai depender da participação de cada um.

Imagem: Bárbara Rodrigues/GP1Garotas prestaram depoimentos(Imagem:Bárbara Rodrigues/GP1)Garotas prestaram depoimentos
Imagem: Bárbara Rodrigues/GP1Garotas entram no carro da polícia(Imagem:Bárbara Rodrigues/GP1)Garotas entram no carro da polícia
Imagem: Bárbara Rodrigues/GP1Garotas sendo levadas para a Cico(Imagem:Bárbara Rodrigues/GP1)Garotas sendo levadas para a Cico
Imagem: Bárbara Rodrigues/GP1Garotas sendo levadas a Cico(Imagem:Bárbara Rodrigues/GP1)Garotas sendo levadas a Cico
Imagem: Bárbara Rodrigues/GP1Uma das garotas que trabalhava na casa saindo da Entorpecentes(Imagem:Bárbara Rodrigues/GP1)Uma das garotas que trabalhava na casa saindo da Entorpecentes

Veja os vídeos da Operação:

Boate da Beth Cuscuz

Beth Cuscuz

Operação Áspasia


Curta a página do GP1 no facebook: http://www.facebook.com/PortalGP1

Keywords: teresina, prostituição, polícia civil, beth cuscuz, copacabana, james guerra, exploração sexual, operação aspásia


Saiba mais sobre Notícias do Piauí

Leia também

Avalie:
Média de avaliações:
1 votos
Comente esta reportagem
Comentário
Escreva aqui seu comentário
De onde você é?
Escolha um Estado
Escolha sua Cidade
Quem é você?
Informe o seu Nome
Informe o seu E-mail!

Comentários (4)

  • GRACO, Vitória-ES disse:
    Deixado em 05/01/2013 às 12h22

    O Piauí nunca foi um lindo estado.

  • JOSÉ MARREIROS NUNES, Teresina-PI disse:
    Deixado em 31/08/2012 às 09h15

    Ó! IDIOTAS, A VIDA É UM CÍRCULO VIRTUOSO DE SERVIÇOS : SIRVA QUE SERÁ SERVIDO (A ). É UMA LEI NATURAL ! IRREVOGÁVEL !

    CADÊ A SEGURANÇA QUE OS POLICIAIS OFERECEM ,MAS NÃO ENTREGAM ?

    SÓ ATERRORIZAM !

    E OS DELEGADOS INVEJADOS PELOS SEUS COLEGAS SÃO PAGOS E BEM PAGOS E NÃO SABEM NEM O QUE É SEGURANÇA ?

    QUEM PRIMEIRO PROIBIU E PUNIU ?

    DAÍ PROIBIR, PUNIR E PRISÃO SÃO HERANÇA, CAPRICHOS DOS "SENHORES" PATIFES , TUDO PARA SUBORDINAR OS QUE USAM A CRENÇA NO LUGAR DO SABER.

    O PODER DIVINO É UMA FARSA !

    O PODER POLÍTICO E O ECONÔMICO SÃO CORRUPTOS !

    O PODER BÉLICO USA AS ARMAS DOS COVARDES A FORÇA E A VIOLÊNCIA QUE CONSTRANGE OS SERES HUMANOS ...

    O CONSTRANGIMENTO É CRIME ! A PROSTITUIÇÃO NÃO !

    AS POLICIAIS EXPONDO AS MULHERES PRATICARAM PROSTITUIÇÃO !

    CONSTATAR NÃO É PROVAR , CADÊ AS PROVAS , O FLAGRANTE NÃO EXISTIU !

    POR QUE AS PRISÕES ?

    RESPONDO: PARA MOSTRAR SERVIÇO É QUERER APARECER !

    OS SERES HUMANOS SÓ QUEREM LIBERDADE E TRABALHO REMUNERADO COM ISONOMIA E SEM "SENHORES" PATIFES !

    FICOU PROVADO QUE ECONOMICAMENTE O PIAUÍ VAI MAL , IMPORTA ATÉ PROSTITUTAS !

    AS EXPLORAÇÕES DO SER HUMANO PELO SER HUMANO DE MODO GERAL É CRIME !

    QUERER ACABAR OS EFEITOS SEM ACABAR COM AS CAUSAS É PURA BURRICE !

    EXPOR OS SEUS SEMELHANTES MORALMENTE É PURA PROSTITUIÇÃO !

    O RESTO É BESTEROL DE FARISEUS E/OU DE IDIOTAS !

    QUEM NÃO PODE AJUDAR NÃO DEVE ATRAPALHAR !

    DEIXEM AS PROSTITUTAS VIVEREM , JÁ SALVARAM MUITOS CASAMENTOS SEM AMOR , ELAS VENDEM SEXO , SE PAGAM BEM A ELAS É PORQUE ELAS MERECEM !

    PIOR É PAGAR AOS POLÍTICOS E AOS SERVIDORES PÚBLICOS METIDOS A BESTA E ELES NADA FAZEM EM BENEFÍCIO DOS COM PRECISÕES.

    OS POLICIAIS ESTÃO COLOCANDO NAS CADEIAS SÓ OS SEM NADA E BAJULANDO OS QUE TEM TUDO.

    CADÊ A SEGURANÇA PARA TODOS ?

    VIDE OS ARTIGOS 1 AO 5 DA CF/88 !

    Ó! É UMA OPINIÃO NÃO É FATO !

  • anjotorto, Teresina-PI disse:
    Deixado em 14/08/2012 às 13h33

    BEM QUE O DR. ULISSES DIZIA: NESSE PAIS SÓ VAI PRESO PRETO, POBRE E PUTA!

  • egidio ismael de oliveira, Teresina-PI disse:
    Deixado em 14/08/2012 às 12h52

    AGORA EU QUERO SABER COM SERA O JULGAMENTO DA BETE CUSCUS SE DO INVESTIGADOR DE POLICIA AO DESEEMBARGADOR SÃO CLIENTES.

tempo real


Publicidade