Piauí - Teresina

Firmino Filho beneficiou publicitário com dinheiro do Fundef

A inspeção é datada de 20 de julho deste ano e foi feita pelo Núcleo de Gestão Estratégica da Informação. 

GIL SOBREIRA

- atualizado

Relatório de inspeção feito pelo Tribunal de Contas do Estado – TCE-PI nascontas do precatório do FUNDEF (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério), atual FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), recebido pela Prefeitura de Teresina, aponta que o prefeito Firmino Filho (PSDB) efetuou pagamentos sem amparo legal a empresa Plug Propaganda e Marketing Ltda., no montante total de R$ 317.801,94 (trezentos e dezessete mil, oitocentos e um reais e noventa e quatro centavos) pelos “serviços de elaboração de projetos gráficos de diversos livros” e produção e impressão gráfica desses livros, conforme contrato n° 10/2013-Semcom/PMT / concorrência n° 01/2013-Semcom/PMT.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Prefeito Firmino FilhoPrefeito Firmino Filho

O TCE ressalta que para pagamentos dessa natureza é inaplicável o que prevê a Lei n° 8.666/93, a Lei de Licitações, no inciso II, do art. 57, que estabelece que, “à prestação de serviços a serem executados de forma contínua, poderão ter a sua duração prorrogada por iguais e sucessivos períodos com vistas à obtenção de preços e condições mais vantajosas para a administração, limitada a sessenta meses”.

A inspeçãoé datada de 20 de julho deste ano e foi feita pelo Núcleo de Gestão Estratégica da Informação.

Relatório da CGU aponta fatores de risco na Plug Propaganda

A inspeção também faz uma avaliação de risco dos principais fornecedores da Prefeitura em razão de possíveis apontamentos em relatórios técnicos de outros órgãos de controle, do registro em cadastros nacionais de empresas sancionadas e/ou punidas e de outros dados. No caso da Plug Propaganda e Marketing Ltda., relatório da Contoladoria-Geral da União elenca fatores de riscos, tais como: a) Irregularidades na cobrança de honorários; b) Terceirização desnecessária, uma vez que já havia empresa contratada para este fim; c) Serviço de consultoria indevido e, d) Prestação de contas parcial.

Empresário é filiado ao PSDB há mais de 22 anos

A Plug tem como sócio o publicitário George Mendes, amigo pessoal e correligionário do prefeito Firmino Filho, filiado ao PSDB desde 14 de março de 1995, ou seja há mais de 22 anos.

  • Foto: Facebook / George MendesGeorge MendesGeorge Mendes

Precatório foi de mais de R$ 228 milhões

A prefeitura de Teresina conseguiu por meio de precatório judicial o valor de R$ 228.863.161,75 milhões que foi depositado na conta do Fundef do município. Após conseguir esse valor, o prefeito conseguiu uma autorização, por meio da Lei Municipal de n° 4.920/2016, para que fosse realizada a cessão desse valor como crédito em favor do Banco Brasil. Todo o processo ocorreu sem procedimento licitatório.

A operação de crédito pagou juros na ordem de R$ 18.196.161,75 milhões, valor que representa em torno de 8,63% do valor do crédito adquirido (R$ 210.667.000,00).

Outro lado

O GP1 tentou contato com o secretário de comunicação da Prefeitura de Teresina, Fernando Said, no último dia 23 de agosto, nesta terça-feira (29) e hoje (30), mas ele não atendeu e nem retornou as ligações. O GP1 continua aberto para quaisquer esclarecimentos.

  • Foto: DivulgaçãoFiliação George MendesFiliação George Mendes

MAIS NA WEB