Brasil

Programa social Bolsa Família reduz 543 mil benefícios em um mês

O corte inclui suspensões para avaliação e cancelamentos.

NAYRANA MEIRELES

- atualizado

Em julho, o número de beneficiários pagos pelo Bolsa Família registrou a maior redução em relação a um mês anterior desde o lançamento do programa, em 2003. Em junho e julho, o número de benefícios encolheu 543 mil famílias. Segundo informações do Uol, o corte inclui suspensões para avaliação e cancelamentos.

Ao todo, 12.740.640 famílias foram pagas pelo programa em julho. Se for comparado julho de 2014 com o mesmo mês de 2017, houve uma redução de 1,5 milhão de bolsas pagas. Mesmo com os cortes, ainda há pelo menos meio milhão de famílias na lista de espera para ingressar no programa, sem previsão.

  • Foto: Alina Souza/Especial Palácio Piratini/Fotos PúblicasBolsa FamíliaBolsa Família

Até então, o maior corte tinha ocorrido entre os meses de janeiro e fevereiro de 2013, após o fim de um recadastramento do governo federal, quando 278 mil benefícios foram cortados. Em 2003, quando foi lançado, o programa atendia 3,6 milhões de famílias, sendo que a maioria já recebia benefícios que foram extintos, como o Bolsa Alimentação, o Vale Gás e o Bolsa Escola.

Mais conteúdo sobre: