Política

Veja os prefeitos que não se reelegeram em suas cidades no Piauí

Em alguns casos, não se tratou necessariamente de uma renovação política, pois muitos dos que irão assumir em janeiro de 2017, já foram prefeitos do município.

BÁRBARA RODRIGUES

- atualizado

Nestas eleições municipais, muitos prefeitos não conseguiram se reeleger. Cidades importantes como Parnaíba, Pedro II, Luís Correia e Uruçuí são alguns exemplos onde os atuais prefeitos não conseguiram apoio da população para um segundo mandato. Em alguns casos, não se tratou necessariamente de uma renovação política, pois muitos dos que irão assumir em janeiro de 2017 já foram prefeitos do município.

Confira alguns exemplos:

Com grande surpresa e uma votação apertada, o ex-governador Mão Santa (SD) foi eleito em Parnaíba com 45,53%, vencendo o atual prefeito Florentino Neto (PT) que teve 44,09%. A vitória representou uma grande perda para o Partido dos Trabalhadores (PT). Mão Santa já foi prefeito de Parnaíba.

  • Foto: Lucas Dias/GP1 Florentino Neto e Mão Santa Florentino Neto e Mão Santa

Em Joaquim Pires, um ex-prefeito também voltou ao comando. Genival Bezerra da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT), foi eleito com 62,41%, após derrotar a atual prefeita Regina Maria Ramos da Silva (PSD) que teve apenas 37,59%.

Em Luís Correia, a situação se repete com o retorno de Francisco Araújo Galeno, mais conhecido como Kim do Caranguejo (PSB), que foi eleito com 61,48%, derrotando a prefeita Adriane Prado (PP) que teve 31,19%.

Os eleitores de Pedro II também decidiram não reeleger a atual prefeita Neuma Café (PT), que conseguiu 45,42%, mas o empresário Alvimar Oliveira de Andrade, mais conhecido como Alvimar Martins, (PP) ganhou após ter 53,92% dos votos válidos. Ele também já foi prefeito do município de 2005 a 2012.

  • Foto: Facebook/Alvimar Martins / Marcelo Cardoso/GP1Alvimar Martins e Neuma CaféAlvimar Martins e Neuma Café

Já em Uruçuí, Francisco Wagner Pires Coelho, o Dr. Wagner (PROS), foi eleito com 56,99%, vencendo a prefeita Débora Renata (PMDB) que teve 43,01%. Esse será o primeiro mandato dele como prefeito.

Em Batalha, João Messias (PP) teve 45,16% venceu a prefeita Teresina Lages (PSB) que teve 42,67%. Ele também já foi prefeito do município.

Em São Raimundo Nonato, com 49,83%, Carmelita Castro (PP) em uma votação apertada conseguiu derrotar o prefeito Avelar Ferreira (PSD) que teve 47,69%. Esse será o seu primeiro mandato como prefeita.

  • Foto: Facebook/Carmelita Castro-Facebook/Avelar Ferreira Carmelita Castro e Avelar FerreiraCarmelita Castro e Avelar Ferreira

Em Curral Novo do Piauí, o agricultor Júnior de Abel (PMDB) foi eleito com 50,69% dos votos válidos, derrotando o prefeito Leônidas Lopes de Lima (PP) que teve 33,96%. Esse será seu primeiro mandato como prefeito.

Em Redenção do Gurguéia, após ser preso acusado de acusado de participar de uma organização criminosa que fraudava licitações na prefeitura, Delano Parente (PP) não conseguiu se reeleger. Angelo José Sena Santos, mais conhecido como Dr. Macaxeira (PHS), foi eleito prefeito de Redenção do Gurguéia após conseguir 62,62%, contra os 31,05% de Delano. Esse será seu primeiro mandato como prefeito.

  • Foto: Facebook/Delano ParenteDelano ParenteDelano Parente


Link do texto:

Veja os prefeitos que não se reelegeram em suas cidades no Piauí
http://www.gp1.com.br/noticias/veja-os-prefeitos-que-nao-se-reelegeram-em-suas-cidades-no-piaui-402293.html

© 2007-2016 GP1 - O Primeiro Grande Portal do Piauí. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.