Blog Opinião
GP1

Teresina 2012


Imagem: Divulgação / GP1O SENADOR ELEITO Wellington Dias parte para o ataque contra Themístocles Filho e Marlos Sampaio(Imagem:Divulgação / GP1)Wellington Dias
Podem dizer que ainda está longe. É verdade. E que acabamos de sair de uma eleição e os políticos e gestores públicos devem ter mais o que fazer do que falar em eleição que só vai acontecer daqui a dois anos. A mais pura verdade também. Mas política é assim: nem bem acaba uma eleição, e já se começa a traçar as estratégias para a próxima. E os marqueteiros ensinam que a campanha para o próximo pleito começa no primeiro dia de mandato.

É o que está acontecendo agora por estas bandas. Nem bem baixou a poeira do segundo turno das eleições presidenciais e para governador, pelo menos três partidos - PSDB, PT e PMDB - já estão com suas estratégias montadas para a disputa pela Prefeitura Municipal da capital em 2012. Eles, partidos, ou seus representantes, vão dizer que não, que sequer pensam no assunto, que é hora de trabalhar por Teresina e pelo Piauí e coisa e tal. Mas política é, também (ou, talvez, principalmente) a arte da dissimulação.
Imagem: ReproduçãoDEPUTADO ELEITO, Marllos Sampaio, mais votado em Teresina. É alvo de ataques do senador eleito Wellington Dias(Imagem:Reprodução)Deputado Federal, Marllos Sampaio, mais votado em Teresina
O PSDB já está procurando juntar os cacos que sobraram da eleição para governador. Se tiver juízo, deverá fechar questão em torno de Firmino Filho. O ex-prefeito se elegeu vereador em 2008 com quase 20 mil votos e, agora, ganhou passaporte para a Assembleia Legislativa com votação igualmente expressiva na capital. O PT fala em lançar o ex-governador e senador eleito Wellington Dias.

Ninguém sabe é se Wellington deixará Brasília, onde, acredita-se, terá força e poder como senador pela amizade com Lula e proximidade com a presidente Dilma e com os caciques petistas, para disputar uma eleição municipal - mesmo sendo uma eleição municipal de uma capital.
Imagem: Wanessa Gommes do GP1Firmino Filho(Imagem:Wanessa Gommes do GP1)Firmino Filho
O lance mais ousado nessa história de PMT 2012 vem sendo jogado pelo PMDB. Ontem, o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Sampaio Pereira Filho, passou uns bons 40 minutos na TV Meio Norte falando de ações e realizações de sua gestão à frente do Poder Legislativo em Teresina.

Evidentemente, não esqueceu de citar umas duas vezes o nome do deputado federal eleito Marllos Sampaio, por acaso seu irmão, que saiu de Teresina no dia 3 de outubro com a nada expressiva soma de 89 mil votos. Themístocles deu o seu recado. Coisa de quem sabe o que faz. E o que quer.

*Zózimo Tavares é editor chefe do Diário do Povo

*** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do GP1

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.