Blog Opinião
GP1

A tucanada agora vai ter que sobreviver sem as maracutaias e mamatas


Imagem: Divulgação / GP1Zé da Cruz poeta e liderança comunitária(Imagem:Divulgação / GP1)Zé da Cruz poeta e liderança comunitária
Um provérbio muito antigo diz quem com ferro fere com ferro será ferido; e que quem planta vento colhe tempestade. Eu não sou nenhuma mãe Diná, mas já tinha cantado a pedra com relação aos tucanos, que aliás costumo dizer que no Piauí estão em coma; e no país estão na UTI. Pra se salvar e perpetuar a espécie alguns filhotes que sobraram da Ditadura correram para o PSD que vou, no momento oportuno, dar uma atenção especial com meu toque de quem veio pra satirizar a nobreza e ridicularizar a corte.

Hoje no cardápio principal o tema é, como diz um internauta: “Tucanalha nunca mais”. Quando escrevi o artigo Promessômetro, fui obrigado a escrever o 2 por conta de algumas verdades que disse ofendendo os brios da outrora coronelada tucana cuja patente mais alta hoje é a de cabo.Tem hora que dá vontade de ficar calado, mas como represento a voz de muitos, em especial da plebe não posso dá pra trás e nem me furtar a escrever. Estava vendo uma entrevista de um ex- prefeito de Teresina que já anda aos quatro cantos do mundo dizendo que é candidato a vereador, querendo salvar o dele e tentar adiar a bancarrota iminente do bando tucano, porque pra eles o ultimo tiro é em 2012, se errar .... babau. Coisa bem provável de acontecer, porque do jeito que vão indo é só sal.

Ele foi o porta- voz dos demotucanos pra informar a quem possa interessar que agora é oposição à atual gestão da qual ele era o prefeito.Falou das dificuldade da cidade, da perseguição que está sendo feita às pessoas ligadas aos PSDB. Disse também que os terceirizados da prefeitura na sua maioria exercem cargos técnicos kkkkkk meus Deus!! o homem teve coragem de criticar o HUT, e se fazer de médico quando na verdade seu alter ego é o monstro. Só mesmo quem não conhece a figura pra meter a mão no fogo. O doutor Silvio, é assim que ele prefere que todos, inclusive eu o chame, governou Teresina com mão de ferro por oito anos revelando-se um verdadeiro déspota por não aceitar sugestões, opiniões e muito menos críticas.

Só quem não conhece é que compra a mercadoria sem nota e de quinta, que vai pra televisão com a cara travestida de bom moço, mas por trás é o lobo mau. Com o papo manso diz que não é político, que não precisa disso ou daquilo e que o sacrifício é pelo povo. Toda essa lenga,lenga, a gente que né menino sabe, que é só chave. Do mais besta ao mais sabido tem certeza de que ele e os demais tucanos só foram pra oposição porque foram desmamados à força, e perderam as tetas cheias de leite da PMT. E não adianta aquele vereador, que é contra a lei da vereadora do fumo de rolo, ir pra televisão falar o contrário. Sua cara e linguajar não permitem que ele disfarce ao falar em negociatas e acordos. É vergonhoso ter um parlamentar que deveria ser fiscal do povo, mas que está mais para Al Capone do que pra Eliot Ness.

A tucanada agora vai ter que sobreviver sem as maracutaias e mamatas custeadas por esse povo da teoria de que eles tanto falam, porque o da prática tem que matar um leão todo dia pra sobreviver e garantir pelo menos as três refeições diárias. É o povo trabalhador que segura nas costas toda essa falta de, no mínimo, vergonha na cara, a briga por cargos, DAS, DAIS, empregos terceirizados enfim todas as benesses que a elite pode abarcar. É esse mesmo povo que é desdobrado e bestializado, que não participa de nada a não ser pagando a conta pra ficar sempre no prejuízo com a malversação dos recursos públicos, que aliás foi um “nomim bunitim” que os grandes corruptos inventaram pra roubo, porque os pequenos quando roubam são quebrados logo de ladrão e expostos exaustivamente na mídia.

Quero mais uma vez chamar a atenção da população para os políticos do tipo Brad Pitt e Papai Noel que são só pose e jogo de cena. Precisamos valorizar quem realmente trabalha pelo povo. Em Teresina, dessa cambada que tá na Câmara só lembrei de um, mas não vou dizer o nome pra não fazer o fuxico. Os demais aplaudem os esquemas se tiverem dentro, aplaudem se tiverem chance de entrar, e só vaiam quando não dá pra participar de jeito maneira. Quando um deles é pegue com a boca na botija em alguma falcatrua diz logo que nem o Chaves: “Não se irrite, foi sem querer querendo”.

*Zé da Cruz poeta e liderança comunitária
[email protected]

*** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do GP1

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.