GP1

Brasil

Piauiense e filho de 4 anos estão desaparecidos há 5 dias em Goiás

A família acredita que a mulher e o filho possam ter sido sequestrados por alguém que tenha interesse em ficar com a criança.

Há cinco dias a angústia é o único sentimento da família da jovem piauiense Mirelle Sousa Matos, 21 anos, que desapareceu juntamente com o filho Davi Matos Rodrigues, 2 anos, na última sexta-feira, dia 8 de janeiro, em Águas Lindas de Goiás-GO. A jovem é natural do município de Canto do Buriti, região Sul do Piauí, e estava morando no estado de Goiás há cerca de 1 ano.

Em entrevista ao GP1, na tarde desta quarta-feira (13), Samara, que é cunhada da vítima, disse que a jovem sofre de problemas mentais, e pode ter sido sequestrada por alguém que tenha interesse em ficar com a criança, já que ela já tinha comentado sobre o assunto uma vez.

Foto: Reprodução/WhattsappMirelle e Davi
Mirelle e Davi

“Ela desapareceu na sexta-feira (08), por volta das 16h. No dia o marido dela saiu para trabalhar, e ela perguntou que horas ele voltaria, ele disse que não sabia, já que é cobrador de uma loja. Quando ele chegou em casa à noite não encontrou ela e nem a criança, então como moramos na mesma rua, ele foi em minha casa procurar por ela, no entanto ela não estava lá”, narrou.

“Diante disso, lembrei que mais cedo ela tinha enviando para meu Whatsapp uma mensagem de texto falando que iria embora, só que não dei atenção, mas estranhei porque ela não sabe ler nem escrever, toda vez que falava comigo pelo aplicativo era mandando áudio. Horas depois de ter sumido, ela mandou um áudio falando que tinha chegado e estava bem. Só que eu percebi que a Mirelle estava sendo forçada a falar, já que estava chorando e desde então nunca mais tivemos contato com ela”, relatou Samara.

Mulher queria tomar a criança de Mirelle

A cunhada da piauiense contou que família acredita que a mulher e o filho possam ter sido sequestrados por alguém que tenha interesse em ficar com a criança.

“Achamos que ela foi raptada por uma mulher que queria ficar com o filho dela, já que uma vez ela comentou comigo que uma mulher teria se aproximado dela, querendo ficar com a criança ou seja, pedido que ela desse a criança. Só que na época, não demos atenção, porque pensamos que fosse um delírio dela, já que ela sofre de problemas mentais”, disse.

Testemunhas do desaparecimento

Samara contou ainda que a única testemunha que viu quando Mirelle saiu de casa foi a vizinha, uma criança de 10 anos. “A filha da minha vizinha estava brincando na rua quando ela saiu com o filho no braço. A garota disse que ela falava ao telefone com outra pessoa, e na conversa estava descrevendo a cor da roupa que ela estava, no caso preta. A partir desse momento ela começou a descer a rua e sumiu na esquina. Então, achamos que a pessoa que sumiu com ela não a conhecia pessoalmente, já que ela tinha falado algumas características”, falou.

Boletim de ocorrência

O marido da jovem registrou um boletim de ocorrência na delegacia de bairro, mas até o momento os policiais não conseguiram localizar a mulher e o filho.

“Após o desaparecimento dela registramos um Boletim de Ocorrência na delegacia do bairro, mas até hoje a Polícia Civil de Goiás não conseguiu descobrir nada. Na rua só uma casa tem câmera, mas no dia estava quebrada e não registrou o percurso feito por minha cunhada”, finalizou a cunhada.

A família de Mirelle que está desesperada e desde o dia do desaparecimento sem dormir. Ela divulgou dois números para contato, caso alguém tenha informações sobre o paradeiro da vítima e do filho. Contatos: 061 9 9103-3857 ou 089 98121-7781

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.