GP1

Brasil

Hamilton Mourão se reúne com embaixadores para discutir sobre a Amazônia

Diplomatas estrangeiros fizeram viagem pela floresta com o vice-presidente.
Por Estadão Conteúdo

O vice-presidente Hamilton Mourão se reuniu na tarde desta quarta-feira, 3, com o embaixador da União Europeia, Ignacio Ybanez, e demais representantes das embaixadas de países-membros do bloco europeu. A reunião ocorreu no âmbito do Conselho Nacional da Amazônia Legal, presidido por Mourão, com a intenção de intensificar o diálogo e parceria sobre políticas sustentáveis. O vice-presidente liderou a ação militar na floresta, Operação Verde Brasil, que deixará a região até o fim de abril.

"O encontro constituiu oportunidade para uma troca de ideias, em espírito de parceria, sobre possibilidades concretas de promoção e apoio a medidas de combate à mudança do clima e perda de biodiversidade, à sustentabilidade do setor agrícola e da bioeconomia, às ações de segurança e combate ao crime e à participação do setor privado no desenvolvimento de cadeias de valor sustentáveis e de geração de empregos na Amazônia Legal", informou a Vice-Presidência no comunicado.

De acordo com a nota, a reunião serviu para aprofundar temas abordados durante viagem realizada por Mourão, ministros e embaixadores à região amazônica em novembro do ano passado. "A União Europeia e o Brasil detêm um vasto acervo de cooperação para o desenvolvimento sustentável da Amazônia".

Na lista dos projetos de cooperação, estão iniciativas de colaboração com instituições brasileiras na área da tecnologia e inovação, além de projetos para " fortalecer sistemas de produção agrícola e pecuária". As autoridades também "concordaram em dar continuidade e aprofundar o diálogo" sobre questões como o combate ao desmatamento ilegal e a proteção da biodiversidade e dos direitos dos indígenas.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.