Fechar
GP1

Brasil

Influencer envolvida em caso do peeling de fenol abandona entrevista da Globo

A influenciadora Natália Becker foi questionada sobre quais materiais usava nos procedimentos.

A influenciadora Natalia de Freitas Antônio, conhecida como Natalia Becker, concedeu uma entrevista ao Fantástico nesse domingo (09), para dar sua versão sobre a aplicação de peeling de fenol no empresário Henrique Silva Chagas. Ele morreu após o procedimento, feito na clínica da criadora de conteúdo, acusada de homicídio culposo.

Durante a entrevista, Natalia se irritou com as perguntas da jornalista Giuliana Girardi e abandonou a conversa. Em determinado momento, a repórter questionou se a influenciadora tinha especialização para aplicar o serviço e a conversa foi interrompida pela advogada da criadora de conteúdo.

Já ao ser perguntada sobre quais substância utilizava, Natalia se recusou a falar. “Essas coisas eu não quero falar. Já dei meu depoimento falando certinho. Eu não quero mais dar entrevista”, disse a influenciadora, que em seguida se retirou da entrevista.

Segundo a reportagem, a advogada de Natalia pediu que essa parte da entrevista não fosse ao ar. No entanto, a Globo decidiu manter ao entender que o trecho continha informações relevantes e de interesse público.

Momento do ocorrido

A reportagem do Fantástico também mostrou o momento em que Henrique chegou ao local até a hora em que o Samu foi acionado e tentou socorrê-lo. O companheiro do empresário, Marcelo Camargo, lembrou o momento em que a vítima demonstrou os primeiros sinais de complicações.

“Ele agarrou o meu braço, arregalou os olhos, travou a respiração e ali ele já saiu fora de si”, relembrou. Após Henrique passar mal, Natalia e o assistente tentaram reanimar o paciente. Quando o Samu chegou ao local, a influenciadora não foi vista mais na sala.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.