GP1

Nova Olinda - Ceará

Padre esculacha noivos por levarem cães como pajem em Nova Olinda

Incomodado, o sacerdote causou constrangimento e se recusou a dar a bênção final aos noivos.

A cerimônia de casamento que era para acabar com a benção do padre e um felizes para sempre, terminou sem sequer a benção do sacerdote. O casamento de Brenda Jamili, 18 anos, e Eliwelton Silva, 24, terminou antes do previsto, por um motivo inusitado, pois o padre César Retrão, incomodou-se ao ver dois cachorros como pajens, e se recusou a dar a bênção final aos noivos.

O caso ocorreu na Paróquia São Sebastião, em Nova Olinda, no Ceará, no último sábado (14). Ao fim da cerimônia, quando os cães Scooby e Pipoca entraram com as alianças, o padre então teria dito: "isso é o cúmulo, dois animais entrando na Igreja com as alianças. É inadmissível". Brenda Jamili relatou que ela e o esposo ficaram sem reação na hora: “apenas assinamos o livro, e ele deu as costas. Nos sentimos envergonhados, fracos, não tivemos ação nem de reagir na hora”, desabafou a esposa, em entrevista ao Uol.

Foto: Reprodução/ TwitterCasamento em Nova Olinda, Ceará
Casamento em Nova Olinda, Ceará

Ainda conforme o depoimento de Brenda Jamili, apesar da atitude do religioso, eles tinham autorização da paróquia para levar os animais. Nas redes sociais, ela falou mais sobre o ocorrido: “eu e Eliwelton somos católicos, cremos que nosso casamento precisa da bênção de Deus, e precisamos do homem para isso. Enfim, não tivemos essa bênção pelo fato de o padre achar um cúmulo dois cachorros entrarem com as alianças. Não fomos declarados marido e mulher porque é um absurdo dois cachorros entrarem com as alianças, não teve o ‘agora os noivos podem se beijar’ porque dois cachorros levaram as alianças”, lamentou.

Noivos são voluntários em Instituição que resgata animais

Brenda e o marido, Eliwelton Silva são membros do Instituto Lilica, que acolhe animais de rua e encaminha para adoção. Pipoca e Scooby, que levaram as alianças, foram resgatados pela ONG e adotados pelo casal. Eles foram recuperados após maus-tratos e atropelamentos e ambos têm deficiências, pois Pipoca é cega e Scooby só anda com três patas.

"Sou protetora da causa animal, luto pelo bem dos animais, luto para eles serem bem-vindos em qualquer lugar. Os seres mais puros da terra são os animais; e Pipoca e Scooby definem o amor, a pureza, a inocência", contou Brenda sobre a escolha dos cães como pajens.

Na sequência, ela expressou seu repudio pelo desprezo do padre pelos animais. “Ao meu ver, ninguém é obrigado a gostar de qualquer animal, mas aceite, não despreze, você não é obrigado a ter um animal em sua casa, a alimentar os das ruas, mas aceitar que é um ser que pode ser bem-vindo em qualquer lugar é um dever seu”, ressaltou.

Posicionamento da Igreja

A diocese do Crato afirmou que fará uma reunião com o bispo e o Colégio de Consultores para tratar sobre o assunto.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.