Você já pensou sobre isso?

Hoje resolvi escrever sobre uma das perguntas mais frequentes dos meus pacientes, bem como dos meus alunos do curso de Psicanálise: Por que me ocorrem essas coisas que me fazem sofrer tanto?

A primeira reação de qualquer um de nós quando nos deparamos com uma dor é tentar livrar-nos dela o mais rápido possível. Entretanto, ao tentar essa abordagem, esquecemo-nos que toda dor quer nos repassar uma lição, quer que a escutemos, pois ela nada mais é do que o reflexo de algo em nós que está em desarmonia.

Livrar-se da dor sem ouvir a sua lição ou entendê-la, somente postergará o sofrimento ou o deslocaremos para outra seara da nossa vida.

Temos que escutá-la, entendê-la, vivenciá-la ou até mesmo tornar-nos seu(ua) amigo(a). Somente incorporando a sua mensagem e reequilibrando a nossa energia, ela nos entregará a sua mensagem e sua missão estará cumprida, e como consequência, ela irá embora.

Lembro-me de Jung: “O que nega, te submete; o que aceita, te transforma.”

Você já pensou sobre isso?

José Anastácio de Sousa Aguiar

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Anastácio Aguiar é Psicanalista, Hipnólogo e Terapeuta de vidas passadas e escreve a Coluna desde 2008.