GP1

Economia e Negócios

Piauí tem segunda menor fonte de rendimento médio do País, diz IBGE

De acordo com a PNAD, realizada pelo IBGE, esse rendimento médio considera todas as fontes de renda.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou que os habitantes do Piauí possuem o segundo menor rendimento médio do Brasil.

De acordo com o IBGE, esse rendimento médio considera todas as fontes de renda. No Piauí, a média é de R$ 1.399 mensais para os habitantes.

Foto: Marcelo Cardoso/GP1Dinheiro em especie
Dinheiro em especie

Apenas o Maranhão possui rendimento inferior ao do Piauí, por lá, a população tem ganhos habituais de, em média, R$ 1.270 mensais. O maior valor é o do Distrito Federal, que tem média de R$ 3.974 mensais, ou seja, 184% a mais que o Piauí. No Brasil, o valor médio é de R$ 2.213, cerca de 58% superior à média piauiense.

Em comparação ao ano de 2019, o Piauí caiu de posição. Na época, o estado possuía o terceiro menor rendimento (R$ 1.385), superando o Alagoas (R$ 1.348) e o Maranhão (R$ 1.223). Em 2020, o Piauí foi ultrapassado por Alagoas, que teve rendimento médio mensal de R$ 1.427.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.