GP1

Eleições 2018

Eleitores de Bolsonaro e Haddad são os que mais divulgam fake news

A pesquisa foi realizada pelo Instituto para Internet de Oxford, que foi divulgada nesta sexta-feira (05)

O Instituto para Internet de Oxford divulgou nesta sexta-feira (05) uma pesquisa em que aponta que os apoiadores do candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, são os que compartilham maior número de fontes de informação falsa ou de baixa qualidade relacionada às eleições no Twitter, rede social em que ele tem o maior engajamento político. Do outro lado, os apoiadores da candidatura de Fernando Haddad, do PT são os que publicam maior volume de informação falsa, ainda que concentrada em menor quantidade de fontes.

Os pesquisadores analisaram as “junk news”, que são notícias de baixa qualidade. Isso inclui notícias falsas e também publicações excessivamente polarizadas com o objetivo de confundir o leitor sem indicar, por exemplo, a autoria ou o corpo editorial da publicação. Do total de fontes de “junk news” monitorado, 81% são compartilhadas por apoiadores de Bolsonaro. Posteriormente vêm os apoiadores da candidatura do Fernando Haddad, que usaram 54% das fontes, de Geraldo Alckmin (24%), do PSDB, e Ciro Gomes (8%), do PDT.

Com relação ao volume de compartilhamento, os apoiadores do PT saem na frente respondendo por 65% do total do conteúdo de baixa qualidade. Em seguida estão os apoiadores de Bolsonaro, com 27%. Na pesquisa, hashtags ligadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao candidato Fernando Haddad são contabilizadas como apoiadores do PT, pois a análise foi feita antes do registro de Lula ser negado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a oficialização de Haddad na cabeça da chapa.

No total de publicações no Twitter, o PT reúne a maior parcela de tuítes de alta frequência (47% do total). As contas de alta frequência, com muitas publicações ao dia, são consideradas um indício de uso de robôs para amplificar o conteúdo. As publicações relacionadas ao candidato responderam por 45% do total de publicações políticas no período analisado, perdendo para todos os demais: Lula/Haddad (34%).

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.