GP1

Entretenimento

Grupo Petrópolis rompe com Alok e pede fortuna por quebra de contrato

Ao todo, o Grupo pede R$ 17.290.000,00 das partes envolvidas, pelo DJ ter tocado no camarote da Brahma.

O Grupo Petrópolis, dono da cerveja Itaipava, moveu um processo judicial contra Alok pedindo cerca de R$ 17 milhões do DJ e de empresas envolvidas. Isso porquê ele é garoto propaganda da cerveja Black Princess, que pertence ao grupo, e mesmo assim aceitou o convite para tocar no Camarote N1, patrocinado pela Brahma, no Carnaval da Sapucaí deste ano.

Em ida ao espaço, o DJ compartilhou fotos e vídeos de sua apresentação no Instagram. Na ocasião, Alok manteve a marca Brahma na parte de trás da camisa, ele até retirou a marca já mencionada da parte da frente, mas ainda assim foi advertido pelo Grupo Petrópolis. O DJ, porém, se recusou a deletar a publicação.

Após isso, ele teria tentado uma troca de contrato, deixando de ser garoto propaganda da Black Princess e passando a representar apenas a marca de energéticos do Grupo Petrópolis, o que não foi aceito.

O vínculo estabelecido entre Alok e a empresa é de R$ 20 milhões, com duração de cinco anos. Metade do valor já foi pago. Agora, o Grupo Petrópolis pede o montante de volta, além de multa. Ao total, a empresa pede R$ 17.290.000 das partes envolvidas.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.