GP1

Entretenimento

Maitê Proença explica declaração polêmica sobre Adriana Calcanhoto

A atriz declarou que preferia que Adriana, sua namorada, fosse homem. O caso repercutiu na web.

A atriz Maitê Proença divulgou um vídeo, nesta terça-feira (28), para esclarecer a declaração polêmica que deu sobre o seu relacionamento com a cantora Adriana Calcanhoto. Em entrevista, a loira admitiu que preferia que Calcanhoto fosse homem.

"Eu respondi que apesar de preferir homens, estou com uma mulher, porque gosto dela, daquela pessoa. Se fosse homem, seria mais fácil, mais conhecido. Fui acusada de lesbófoba [lesbofobia: preconceito contra mulheres lésbicas], estar em um relacionamento com uma mulher fala mais alto do que os comentários que procuram polêmica onde não há", justificou Maitê.

Na sequência, ela continuou detalhando seu posicionamento. "Trocando em miúdos… Apesar de preferir homens, estou com uma mulher. Porque gosto dela, da pessoa. Se ela fosse homem seria mais fácil pra mim. Mas por gostar dela, topo fazer essa experiência", escreveu na legenda da publicação.

Por fim, ela disse que acredita ter elogiado sua namorada com tal declaração. "Estar num relacionamento com uma mulher fala mais alto do que os que acusam sem ler, e caçam, polêmicas onde não há. O que eu disse está claro, e se lido na íntegra, sem má vontade, é elogioso com a minha parceira. Paz e amor", decretou Proença.

Entenda o caso

Em entrevista à revista "Joyce Pascowitch", Maitê Proença, de 64 anos, afirmou que preferiria que a namorada Adriana Calcanhoto, de 56, fosse homem. Desde então a declaração repercutiu negativamente na Internet, ocasionando acusações de lesbofobia.

“Eu queria que ela [Adriana] fosse homem. Para essa atividade sempre gostei mais de homem. Mas ela é mulher, gosto dela e aceito isso. Sei que as feministas e os LGBTs não vão gostar do que acabei de dizer, mas, honestamente, é assim, entendeu? Posso experimentar algo diferente para estar com ela”, expressou Maitê Proença, que assumiu publicamente o namoro com a cantora em 2021.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.