GP1

Mundo

Hillary Clinton afirma que emprego será prioridade

A primeira mulher a concorrer à presidência por um dos principais partidos dos EUA diz que as eleições em novembro serão decisivas para o futuro do país.

Ao aceitar oficialmente a nomeação do Partido Democrata de candidata às eleições presidenciais dos Estados Unidos nesta quinta-feira (28), Hillary Clinton afirmou que não pretende criar uma fronteira, mas sim focar nos empregos.

"Não vamos construir um muro, mas sim construir uma economia em que cada pessoa que queira um emprego possa tê-lo", disse. "Trabalharemos com todos os americanos e aliados para lutar e derrotar o terrorismo". "Não acredite em ninguém que diz 'eu sozinho posso resolver'. Os americanos não dizem 'eu sozinho posso resolver'. Nós dizemos 'nós resolvemos juntos"', afirmou no grande palco do no Wells Fargo Center.

A candidata criticou por diversas vezes seu adversário, Donald Trump. "Ouvimos Trump dizer na semana passada que quer nos separar do resto do mundo e entre nós mesmos. Ele quer que tenhamos medo do futuro e que tenhamos medo uns dos outros", disse Hillary, que então invocou uma frase do ex-presidente Franklin D. Roosevelt, para mandar um recado a Trump: "A única coisa a qual devemos temer é a nós mesmos".

  • Foto: VisaoregionalHillary ClintonHillary Clinton

De acordo com informações do G1, Hillary disse ainda que pretende ser a presidente de todos os partidos. "É com humildade, determinação e confiança sem limites na promessa americana que aceito a nomeação", disse Hillary, acrescentando que será "a presidente de democratas, republicanos e independentes".

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.