GP1

Mundo

Morte de família em trilha na Califórnia foi causada por calor

Diversas teorias circularam sobre a causa das mortes, como a exposição a gases tóxicos de uma mina.
Por Estadão Conteúdo

As mortes dos integrantes de uma família e seu cachorro em uma trilha na Califórnia, na Costa Oeste dos Estados Unidos, que desafiaram os investigadores por semanas, foram causadas pelo calor excessivo, informou na quinta-feira, 21, o xerife local.

Os corpos do britânico John Gerrish, de 45 anos, de sua mulher, Ellen Chung, de 31 anos, e de sua filha de 1 ano, Miju, foram encontrados próximos de uma trilha na reserva Sierra National Forest. O cachorro estava próximo, também sem vida.

Diversas teorias circularam sobre a causa de suas mortes, como a exposição a gases tóxicos de uma mina abandonada ou o consumo de água contaminada por algas venenosas.

Mas o xerife do condado de Mariposa, Jeremy Briese, disse em uma entrevista coletiva que a família sofreu com temperaturas superiores a 38°C, por isso a causa da morte é "hipertermia e provável desidratação devido à exposição ambiental".

A hipertermia consiste na elevação anormal da temperatura corporal causada por uma falha dos mecanismos que regulam o calor do corpo ao lidar com ambientes quentes, segundo o Instituto Nacional de Saúde dos EUA. O esgotamento por calor e a insolação são exemplos bem conhecidos.

Briese disse que a família, que era relativamente nova na região, foi encontrada em 17 de agosto, dois dias depois que tinha sido vista pela última vez, e estava sem água.

"A caminhada inicial começou a uma temperatura de 24°C", disse. "No momento em que eles desceram... antes de chegarem à trilha, ela já tinha se elevado para 39°C", acrescentou.

As temperaturas em algumas partes da Califórnia durante o verão chegam a superar os 37°C, mas Briese comentou que as mortes por calor não são comuns no Condado de Mariposa.

As mortes levaram as autoridades locais a fechar acampamentos e áreas de recreação entre as cidades de Briceburg e Bagby, onde amostras de água de onde a família morreu mostraram altos níveis de algas tóxicas.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.