GP1

Mundo

Flórida torna obrigatório ensino sobre os crimes do comunismo

Em 7 de novembro, os professores deverão ensinar os alunos sobre a história dos lideres comunistas.

O governador da Flórida (EUA), Ron DeSantis, assinou um projeto de lei nessa segunda-feira (9), que estabelece o ‘Dia das Vítimas do Comunismo’, que vai ser comemorado no dia 7 de novembro na Flórida. Na data, os professores de escolas públicas deverão usar 45 minutos da aula para ensinar os alunos sobre a história dos líderes comunistas e os crimes que foram cometidos nos seus regimes.

“Estabeleci o dia 7 de novembro como o Dia das Vítimas do Comunismo para homenagear aqueles que sofreram sob o comunismo e lembrar as pessoas da destruição que o comunismo causou em todo o mundo, incluindo um número de mortos superior a 100 milhões”, disse o gestor em suas redes sociais.

A medida vai entrar em vigor em 2023 e os ensinamentos dos líderes como Joseph Stalin, Mao Zedong e Fidel Castro vão ser estudados. Conforme a determinação, os professores também devem ensinar sobre a “pobreza, fome, migração, violência letal sistêmica e supressão do discurso” que ocorreram no período do comunismo.

A vice-governadora da Flórida, Jeanette Núñez, concorda com projeto de lei assinado por Ron DeSantis e destacou que a nova legislação é muito importante para ensinar as pessoas sobre a “luta pela liberdade”.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.