GP1

Mundo

Esquerdista pode ser o próximo presidente da Colômbia

Gustavo Petro é ex-prefeito da capital colombiana, Bogotá, e já foi senador em duas oportunidades.

As eleições presidenciais na Colômbia acontecem no próximo domingo (29) e as pesquisas apontam que o candidato esquerdista e ex-guerrilheiro do M-19, Gustavo Petro, será o novo presidente do país latino-americano. Segundo as pesquisas, Petro está com 35% das intenções de voto, 15% a mais que o segundo lugar, Federico Gutierrez, candidato de centro-direita e ex-prefeito de Medellín, capital do departamento de Antioquia.

Gustavo Petro, por outro lado, foi senador em duas oportunidades e uma vez prefeito da capital da Colômbia, Bogotá. Para a imprensa internacional, o ex-guerrilheiro tem se apresentado como um moderado, apesar de que seu programa de governo segue o modelo típico de lideranças esquerdistas na América Latina.

Foto: Reprodução/FacebookGustavoPetroGustavo Petro
Gustavo Petro

O candidato, inclusive, já declarou admiração ao ex-ditador da vizinha Venezuela, afundada em uma crise econômica e social.

“Cláusula Petro”

O receio pelo futuro econômico da Colômbia, assim como aconteceu na Venezuela, já está fazendo com que os investimentos deixem o país. Empresários assinaram recentemente contratos com uma cláusula chamada “Clausula Petro”, que anula o negócio caso o esquerdista seja eleito.

Em nome do meio-ambiente, Gustavo Petro promete acabar com a exploração do petróleo, que corresponde à metade das exportações do país. Sinalizou que pode legalizar a produção de cocaína. E já declarou sua admiração pelo ex-ditador da Venezuela, Hugo Chávez.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.